Economia brasileira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1024 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
CURSO SUPERIOR DE BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO

O DESENVOLVIMENTO DA ECONOMIA BRASILEIRA

2009

o desenvolvimento da economia brasileira

Trabalho apresentado ao Curso Superior de Bacharelado em Administração da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Introdução à Economia.Orientador: Prof. Wilson Salvalagio

2009

INTRODUÇÃO

A economia brasileira sofreu muitas transformações do período posterior à Segunda Guerra Mundial até os dias atuais. Isso ficou evidente por seu crescimento econômico brasileiro e os principais problemas estruturais que se apresentam hoje. A consolidação da indústria manufatureira na economia brasileira seacentuou a partir da Segunda Guerra Mundial e isso fez com que o país crescesse rapidamente economicamente se igualando à média dos países capitalistas desenvolvidos. Outra mudança significativa na estrutura da economia brasileira foi referente ao setor externo da economia que em contrapartida teve mudanças profundas na estrutura social. O que se sobressaiu em relação à estrutura social foi àampliação das desigualdades sociais e a preservação de grandes margens de pobreza.
Outra grande evidência foi a extrema dependência do desenvolvimento da economia brasileira com o petróleo e a mais notável evidência do desenvolvimento econômico, foi a inflação elevada, como reflexo da rapidez e intensidade das transformações na aconomia brasileira.

O setor industrialteve uma real importância na economia brasileira, pois sem o mesmo os impulsos de crescimento, dados à economia pelo setor externo, teriam um efeito reduzido. A elevação da procura por bens manufaturados nos fez perceber a crescente elevação da renda do setor exportador do país.
A economia brasileira começa a ter um crescimento significativo com o crescimento do Produto Interno Bruto,PIB, que dentro do período de 1945 e 1980 seu desempenho foi muitíssimo alto que superou o conjunto dos países capitalistas e se assemelhando à média dos países socialistas. O crescimento rápido do PIB brasileiro provocou transformações na estrutura econômico-social brasileira.
“ O crescimento econômico brasileiro também foi consideravelmente mais dinâmico que o conjunto da AméricaLatina, superando em mais de dois pontos percentuais a média anual dos demais países da região.”
Para melhor exemplificar essa transformação podemos citar alguns números. Em 1940, a população urbana era apenas de 30% e passou para 56% em 1970 e para 78% em 1999. Outro exemplo, foi que em 1998 a nossa exportação consistia em 60% dos produtos manufaturados. A agricultura embora nãofosse o setor líder, seu crescimento ampliou-se de 6,6 milhões de hectares em 1920 para 74,1 milhões de hectares em 1985. O Brasil se tornou o maior produtor de açúcar e exportador de suco de laranja e o segundo exportador de soja do mundo.
A renda per capita embora tivesse sido alta em 1998, isso não é um bom indicador do bem-estar da população. A renda per capita variou regionalmente,as outras regiões do país, excluída a região nordeste, superava a média nacional , a região Nordeste não atingia a metade dessa média.
O governo passou a se preocipar com a industrialização, pois além de contribuir para o crescimento e desenvolvimento geral do Brasil, ela diminuiria a dependência econômica do país em relação aos centros insdustriais do mundo. Pois a taxa de atividadeeconômica dependia em grande parte desses centros. O governo esperava que com a industrialização o país se tornasse mais independente, o que ocasionou foi uma dependência do país em relação ao comércio externo. O Estado passou a intervir diretamente nas atividades econômicas e, com isso, resistiu a entrada do capital estrangeiro em alguns setores da economia.
Com a queda das...
tracking img