Drogas

 
Drogas
As drogas são definidas como toda substância, natural ou não, que modifica as funções normais de um organismo. Também são chamadas de entorpecentes ou narcóticos. A maioria das drogas são produzidas à partir de plantas (drogas naturais), como por exemplo a maconha, que é feita com Cannabis sativa, e o Ópio, proveniente da flor da Papoula. Outras são produzidas em laboratórios (drogassintéticas), como o Ecstasy e o LSD. A maioria causa dependência química ou psicológica, e podem levar à morte em caso de overdose. . Existem exames médicos que conseguem detectar a presença de várias drogas no organismo – são chamados de Exames Toxicológicos.
As pessoas que tentam abandonar as drogas podem sofrer com a Síndrome de Abstinência, que são reações do organismo à falta da droga.
Otráfico de drogas é chamado de narcotráfico. Algumas dessas substâncias são utilizadas em medicamentos (drogas lícitas), outras são proibidas em quase o mundo todo (drogas ilícitas).

A Ação do Assistente Social na DependênciaQuímica e Compulsões.
Quando falamos em dependência química ou doençascompulsivas, devemos sempre lembrar que trata –se dedoenças que eu também sou vulnerável , émultifatorial.Isto quer dizer que ela é causada por vários fatores, comoo tipo de droga utilizada, predisposição hereditária,ambiente em que o usuário vive, relacionamento social efamiliar, motivações pessoais para o uso ,etc.Nós profissionais da área, muitas vezes, nos achamosisentos, protegidos contra estas doenças compulsivas,porque conhecemos o problema , atuamos no meio,temos informaçõessuficientes,etc.Precisamos nos reconhecer no problema, porque todosnós somos fragilizados e passíveis de nos viciarmos. AEscola Simbólico -Experiêncial – de Terapia Familiar deWitaker, nos traz este conceito como condicional para noscapacitarmos para podermos atender famílias com estetipo de problemas.Porque um individuo busca a drogadição, ou desenvolvealgum tipo de compulsão?Existencialmente todos nós temosproblemas, e muitasvezes temos necessidade de fugir deles, a droga às vezesé uma forma de fugir, de enfrentar, de conhecer limites,necessidade de aceitação do grupo, dificuldade norelacionamento familiar etc...I
E a atuação do Assistente Social.
Deve-se primeiramente conhecer com o que estamoslidando, que tipos de drogas existem, qual a ação de cadauma nos indivíduos etc. Temos aqui umaclassificação das drogas que nos ajuda anos localizarmos na questão:

 
Drogas:
Depressoras do Sistema Nervoso centralSão aquelas que diminuem a atividade do cérebro, fazendo-ofuncionar mais lentamente, aparecem sintomas como sonolência,lentidão dos movimentos. Ex;Ópio, morfina e heroína (no início também estimula)Crack e merla (inicialmente estimuladora em seguida depressora).Álcool, cocaína (no iníciotambém estimula).
Estimuladora do Sistema Nervoso Central
Aquelas de excitam a atividade do cérebro, fazendo com que oestado de vigília fique aumentado. A pessoa perde o sono, a fome,aumentando a sua ação motora e podendo em doses elevadasproduzir alucinações e delírios. Ex.; Café, chás, remédios paraemagrecer, cocaína, solventes e inalantes, anfetaminas.
Perturbadoras do Sistema Nervoso CentralSão aquelas que produzem mudanças qualitativas no seufuncionamento. Causam alterações mentais que não fazem parte danormalidade, como por ex. delírios, ilusões e alucinações, são sub-classificadas em vegetal:maconha e amescalina e as sintéticas oecstasy e o LSD.
Após as exposições colocar a importância de nósprofissionais sabermos e identificarmos com
 
quemestamos lidando, se o nosso clienteesta envolvido numadroga depressora, ou estimulante pesquisaremos o queesta por trás dessa situação, no seu contexto globalizado(empresa, família, amigos etc.) está influenciando nesteindividuo, para podermos
 
alerta-lo, ou mesmo intervir junto à situação.
O denominador comum entre todas estas substâncias é acapacidade de promoverem alterações psicológicas e asimplicações e conseqüências...
tracking img