Discurso

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (777 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Senhor Presidente Aníbal Cavaco Silva, Senhor Primeiro-Ministro Pedro Passos Coelho, caros deputados, caros portugueses:



Este é um dia de consagração nacional, e estou certa de que osmeus compatriotas portugueses esperam que, na minha devotada carreira de deputada, me dirija a eles com franqueza e a decisão que a situação que vivemos exige.



Este é, mais do que qualqueroutro, um tempo para dizer a verdade, toda a verdade, de maneira franca e direta. Esta grande nação há-de aguentar-se, como sempre se aguentou, e prosperar como sempre o fizera.



Primeiroque tudo, seja-me permitido afirmar a minha segura convicção de que a única coisa que devemos recear é o próprio medo – esse terror injustificado que paralisa os esforços que temos de fazer. Sim,temos de combater o medo para converter o recuo em progresso.



Em todas as horas negras da nossa vida nacional, uma liderança franca e forte obteve por parte do povo a compreensão e o apoioque são essências à prosperidade. Estou convencida de que o povo confiará nos seus líderes nestes tempos críticos.















É neste espírito, da minha e da vossa parte, quetemos de nos confrontar com as dificuldades. Que, graças a Deus, apenas dizem respeito a coisas materiais. Os valores ficaram reduzidos a níveis históricos. Os impostos subiram, a nossa capacidade depagar desceu, o governo confronta-se, em todos os domínios e a todos os níveis, com redução do poder de compra que se traduz no comércio, na indústria e em todos os setores. As folhas secas daindústria estão espalhadas pelo solo, os agricultores não encontram mercado para os seus produtos e as poupanças de muitos anos desapareceram.



E em verdade, só um otimista néscio seria capaz denegar a negra realidade desta hora.



E, contudo, estes sofrimentos não resultam de um fracasso de fundo. Não fomos atingidos por uma praga de gafanhotos. Fomos atingidos por uma crise que...