Direitos e garantias fundamentais das mulheres

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1643 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A CONSTRUÇÃO DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS DAS MULHERES

INTRODUÇÃO

O presente trabalho aborda o surgimento dos direitos fundamentais das mulheres ao longo da história da humanidade e as relações de gênero, bem como a discriminação e o papel secundário na sociedade a que a mulher estava relegada. Trata-se de interações entre os papéis designados para homens e mulheres, de um lado, e dosencontros entre culturas diferentes, de outro.
Cada ser humano nasce com um sexo geneticamente definido. O gênero, porém, não faz parte das características genéticas e sim, da bagagem cultural, social, histórica e política. Ser homem ou ser mulher e agir de acordo com o que a sociedade acredita ser natural do homem e próprio da mulher não está relacionado com a natureza biológica de cada corpo.Entretanto, é sobre essa estrutura que são fixados os atributos de gênero.
Como regra geral, o ideal masculino foi associado ao homem corajoso, agressivo, dominador, provedor, hábil para a vida pública, enquanto o papel feminino coube a mansidão, a dependência, a castidade, a passividade, a reprodução, tornando-se apta à vida privada.
A luta das mulheres pelos seus direitos é de conhecimentointernacional e tem sido objeto de discussão em diferentes períodos da história. pois muitas foram as mudanças através dos tempos.
A desigualdade das mulheres sempre persistiu, principalmente porque eram consideradas criaturas inferiores em um mundo marcado pelo sistema patriarcal. Contudo, a humanidade vem sofrendo variações nas relações de gênero, visando o enfrentamento da postura do homem, comomacho e ser superior da espécie humana, e a superação do cenário de discriminação sexual.
Com isso, o trabalho mostra uma visão global de luta das mulheres pela conquista de seus direitos, possibilitando-as resgatar a sua dignidade e o seu desenvolvimento na sociedade.

DESENVOLVIMENTO

1) IDADE ANTIGA

Durante o período inicial das civilizações antigas, houve o surgimento do primeirosentimento religioso da humanidade que era o de adoração à Mãe Terra. Inúmeros autores consideram que, por causa desse sentimento o sistema social da época era marcado pela cultura matriarcal, em que o elemento feminino era dominante.
Nestas comunidades, prevalecia a idéia de que a mulher era dotada do poder da fertilidade, cuja teoria arcaica de que o útero cheio de sangue era capaz de criarmagicamente a prole, ou seja, um exército.
Baseado nessa idéia, o homem era considerado um ser normal que não controlava a liberdade e o corpo da mulher, ou seja, havia um equilíbrio de gêneros.
Segundo a mitologia, a mudança do sistema matriarcal para o patriarcal ocorreu devido a mortes de deusas e sacerdotisas causadas por deuses do gênero masculino e estes tomando o poder.
Outra teoria colocadapor alguns autores é que o homem, através da observação, descobriu que era parte fundamental no processo de reprodução humana. Com isso, gradativamente, houve uma inversão de poder e as mulheres passaram a ser consideradas propriedades dos homens.
Na civilização romana, o casamento e a família eram bastante valorizados. A religião e o culto aos deuses direcionavam aos homens, chefes de família, opoder "de vida e morte" sobre os filhos, os escravos e as mulheres chamado Pater familiae. Este poder valorizava a mulher que obedecia o marido e o trabalho doméstico como uma virtude. No entanto, o crescimento de Roma e a flexibilização das leis garantiu à mulher maior liberdade e maior participação na vida pública.
Segundo o cristianismo, a mulher era um ser considerado impuro durante operíodo de sua menstruação, sendo, até mesmo, isoladas da sociedade e de sua casa.
Na civilização grega, a mulher também ocupou papel secundário. A cidade-Estado de Creta foi a sociedade que, aparentemente, mais valorizou a mulher. Em Atenas, elas sempre eram posse de alguém: do pai, quando solteiras; do marido, quando casadas; dos filhos ou de um tutor, quando viúvas. Nos seus lares, elas tinham...
tracking img