Arq e urb

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1853 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Faculdade Metropolitana de Anápolis
Curso Superior em Arquitetura e Urbanismo



JAYSON VINÍCIUS
ALLYNE LAÍS
RENATA REIS
RAPHAELA GABIATTI
RENNARA DOS SANTOS
LUIZ PAULO
ADELSON JUNIOR



RCC – RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL















Anápolis
Novembro de 2012.
JAYSON VINICIUS
ALLYNE LAÍS
RENATA REIS
RAPHAELA GABIATTI
RENNARA DOS SANTOS
LUIZ PAULOADELSON JUNIOR









RCC – RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL



Trabalho desenvolvido durante a disciplina de Sistemas Construtivos Vernaculares, como parte de avaliação da 2ª V.A do segundo semestre de 2012; Curso Arquitetura e Urbanismo; Faculdade FAMA; Orientador: Luiz Rosa.








Anápolis
Novembro de 2012.
Sumário

INTRODUÇÃO 4
1. HISTÓRICO DOS RESÍDUOS 5
1.1 ACONSTRUÇÃO CIVIL NO BRASIL 5
2. O CONAMA E AS CLASSES DE RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL 7
3. CONCLUSÃO 8
4. BIBLIOGRAFIA 8
























Introdução
O desperdício de material gerado de entulhos da construção civil é algo a ser pensado e vem sendo o feito. O reflexo desse descarte causa prejuízos a população e construtoras, pois ocasionalmente gera entulhos ecustos além dos previamente calculados em uma construção, tais como remanejo desse entulho e o custo envolvido em tal operação.
O intuito deste trabalho foi divulgar os RCCs – Resíduos da Construção Civil – como forma de enfatizar a reutilização desses materiais em seus variados tipos e classificações junto ao CONAMA, visando a economia de material com sua reciclagem bem como preservação do meioambiente e redução de custos através de re-usos de matérias primas que consequentemente gera novos recursos e possivelmente abre mercado para novas áreas de trabalho.


























1. Histórico dos Resíduos

Desde os primeiros construtores e suas construções artesanais, já havia uma grande quantidade de entulhos, embora minerais, que criaram certa preocupaçãoem épocas a frente, e foi onde começou os primeiros registros de reutilização dos materiais utilizados nas construções, como visto no Império Romano. Porém, só no Séc. XX que começou um estudo mais a fundo de tais eventos, datados a partir do ano de 1928, onde pesquisadores desenvolveram meios de avaliar o consumos de materiais tais como cimento, água, com a intenção de dar um custo menor aosempreendimentos.
Ainda assim, essa preocupação em reutilizar os restos das construções só foi registrada após a segunda guerra mundial, na reconstrução das cidades européias, que tiveram seus edifícios totalmente destruídos e o entulho resultante foi britado para produção de agregados visando atender à demanda na época. Assim, pode-se dizer que a partir de 1946 teve realmente início o desenvolvimentoda tecnologia de reciclagem de entulho da construção civil.
Mesmo com essa evolução, não se pode afirmar que a reciclagem de RCCs está totalmente em atuação, visto o custo que essa reutilização gera. Felizmente, nações tecnologicamente desenvolvidas, como Estados Unidos, Holanda, Japão, Bélgica, França e Alemanha, entre outros, já perceberam a necessidade de reciclar as sobras da construçãocivil e tem pesquisado o assunto intensamente visando atingir um grau de padronização dos procedimentos adotados para a obtenção dos agregados, atendendo desta forma aos limites que permitem atingir um nível mínimo de qualidade. Destaque para Holanda com cerca de 90% de aproveitamento do entulho

1.1 A Construção Civil no Brasil

No Brasil, a construção civil teve seu auge no governo de GetúlioVargas, e este setor foi considerado uns dos mais avançados da época. O Brasil era detentor importante da tecnologia do concreto armado. A partir da década de 50 definiu-se a forma de trabalho por hierarquia. Na década de 70 durante o regime militar predominou grande financiamento no setor visando diminuir o déficit de moradia. E as construtoras passaram somente a construir os prédios. Já na...
tracking img