Dibs em busca de si mesmo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2424 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Nome: Rosane Bueno de Campos Molina Orientação: José João de Alencar

20/03/2013

Instituição: Faculdade da Aldeia de Carapicuíba FALC E-mail: rbcmolina@bol.com.br Curso Pedagogia

Trabalho reflexivo sobre o livro: Dib’s em busca de si mesmo – Virginia M. Axline Tradução: Célia Soares Linhares – Círculo do Livro – 1973

Este trabalho tem como objetivo principal refletir sobre a leitura dolivro Dib’s em busca de si mesmo, da autora Virginia M. Axline, publicado pelo Circulo do Livro no ano de 1973. Também pretendo construir uma discussão sobre o tema do livro e as aulas de Psicologia da Educação ministradas no primeiro e segundo semestre do ano de 2012 no curso de pedagogia. Ainda considerando que: “Sem dúvida, essas atividades iniciais transbordavam uma riqueza de revelações.Hedda tinha, de fato, soberbas razões para ter fé em Dib’s. Na verdade, aquela criança estava não somente pronta para emergir, mas já começando a longa aventura do desabrochar”.
1

(Axline.1973)

Acreditando que qualquer tentativa de síntese da história desse livro não traria para o Professor de Psicologia da Educação nenhuma novidade, já que deve tê-lo estudado quase sempre no decorrer da suacarreira por trazer experiências tão notáveis para a Psicologia e a Psicanálise. Sendo assim, tomei a liberdade de ao invés de fazer um resumo do livro já tão conhecido e desbravado, relatar neste trabalho minhas impressões a respeito do caso de Dib’s e associá-las aos conteúdos já estudados nestes dois semestres de curso. A Dra Axline expõe a situação de Dib’s logo de inicio: uma criança quenenhum médico, especialista ou profissional da Educação consegue desvendar. Tentam darlhe um diagnóstico de retardamento mental, autismo, esquizofrenia, etc., mas na realidade não conseguem encontrar nenhuma lesão ou indício de deficiência física, apenas emocional. Dib’s não interage com outras crianças ou adultos, é rebelde e agressivo e se mantém num mundo particular. Apesar desse históricodesanimador, as professoras de Dib’s afirmam a Dra Axline que ele é uma criança diferente, que não acreditam que ele seja “deficiente”. A psicóloga aceita então a missão de desvendar esse mistério analisando o caso da criança em sessões de Ludoterapia – é a psicoterapia adaptada para o tratamento infantil, através do qual a criança, brincando, projeta seu modo de ser, ajudando-a a expressar com maiorfacilidade os seus conflitos e dificuldades – na Instituição onde ela trabalha, o que é aceito pelos pais e pelos professores.
2

Começam então os relatos de “Miss A.”, como Dib’s a chama, sendo que ela o atende todas as quintas-feiras durante uma hora na Sala de Ludoterapia. Lá, Dib’s vai se encontrar como pessoa, descobrir sua personalidade e se libertar dos traumas trazidos por ele desde omomento da concepção, pois, seus pais o rejeitam desde então por ser uma gravidez indesejada, num momento impróprio e que atrapalhará a carreira de ambos. Depois de meses de terapia, um novo Dib’s renasce. Demonstra toda a força de seu caráter, o QI elevadíssimo e a descoberta do perdão. A família então reescreve a sua história, agora com amor e compreensão, entendendo que Dib’s é uma criançamaravilhosa, inteligente, carinhosa, com um nível intelectual altíssimo e com elevado grau de liderança. Pois bem, a história de Dib’s me chegou no momento certo, onde eu realmente estou querendo estudar cada vez mais a Psicologia, apesar de um pouco assustadora pela extensão de seu conteúdo. Comecei a associar o caso de Dib’s com alguns conteúdos estudados para tentar interpretar as teorias sobre um casoreal. Foi comentado nas nossas aulas que Freud explica que durante a construção da personalidade o individuo pode criar mecanismos de defesa e essa construção se inicia desde o momento da concepção. No caso de Dib’s, a rejeição do pai e da mãe fez com que ele criasse esses mecanismos de defesa se tornando introspectivo, agressivo, distante. Várias vezes na sessão de Ludoterapia, Dib’s alternava...
tracking img