Dependencia quimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2053 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Dependências e Padrões de Relacionamentos Destrutivos

Paulo Mittelman Psicólogo Clínico Professor do Curso de Prevenção e Tratamento do Abuso de Drogas da PUC / RJ

Como Eu Penso, Sinto e me Relaciono (I)
Nossas crenças e processos internos interferem na nossa percepção e interação com a realidade externa. Esquemas da Análise Transacional ajudam a entender esse processo.

Estados do EgoP

Pai

Conceitos de “Certo” e “Errado”, Juízos de Valor, Conceitos Morais, etc.

A

Adulto

Conceitos Racionais, Percepção do “Aqui e Agora”, Objetivo

C

Criança

Emoções “Agradáveis” e “Desagradáveis”, Impulsos e Aspectos Biológicos

Ação do Álcool e Outras Drogas sobre os Estados de Ego:
O álcool, por ex., começa atuando sobre o est. de Ego “Pai”, rebaixando a censura eos juízos de valor. Depois atua como depressor sobre o est. De Ego “Adulto” comprometendo a percepção objetiva da realidade e a coordenação motora. Por fim, atua como depressor sobre o est. De Ego “Criança”, comprometendo funções psicofisiológicas.

P

Pai

Conceitos de “Certo” e “Errado”, Juízos de Valor, Conceitos Morais, etc.

A

Adulto

Conceitos Racionais, Percepção do “Aqui eAgora”, Objetivo

C

Criança

Emoções “Agradáveis” e “Desagradáveis”, Impulsos e Aspectos Biológicos

Como Eu Penso, Sinto e me Relaciono (II)
Muitas vezes nossa capacidade de pensar de forma objetiva é influenciada por nossos valores morais e preconceitos ou por nossos desejos, medos e outras emoções. Isso é chamado de Contaminação pela A.T..

P A C

Pai
Adulto contaminado pelo PaiAdulto
Adulto contaminado pela Criança

Criança

Como Eu Penso, Sinto e me Relaciono (III)
Nossos Estados do Ego possuem sub-divisões e modos de funcionamento positivo (ok) ou negativo (não ok). Nossos processos internos interferem na nossa relação com o outro.

Proteção Permissão
Pai Crítico Pai Nutritivo

Perseguição Salvação

+

Adulto
Criança Adaptada Submissa Criança AdaptadaRebelde

Pai Crítico +: Protetor Pai Nutritivo +: Permissor Pai Crítico - : Perseguidor Pai Nutritivo - : Salvador CAS: Criança Submissa CAR: Criança Rebelde

Simbiose Primária Funcional
A criança, ao nascer, ainda não tem os Estados do Ego PAI e ADULTO desenvolvidos e precisa de um suporte parental. Esse tipo de vínculo é aceito como natural nos primeiros anos, mas deve ser desfeito ao longodo tempo para que a pessoa caminhe na direção da autonomia.

Pai

P
Adulto

A
Criança Criança

C

Relação inicial do alcoólico em recuperação com aquele que está próximo (familiares, etc.):
Fam. Dep.

P

Pai

Pai

P

A

Adulto

Adulto

A

C

Criança

Criança

C

Simbiose Secundária Disfuncional
Algumas vezes esses papéis são invertidos por dificuldades daspróprias figuras parentais. É como se a criança recebesse o mandato “Cresça rápido para cuidar de mim”, gerando padrões disfuncionais em seus relacionamentos futuros.

Pai P

Adulto A Criança

Criança

C

Alguns exemplos que encontramos por aí...

Com açúcar, com afeto (Chico Buarque):
Com açúcar, com afeto fiz seu doce predileto pra você parar em casa qual o quê com seu terno maisbonito você sai e não acredito quando diz que não se atrasa Você diz que é operário sai em busca do salário pra poder me sustentar qual o quê no caminho da oficina há um bar em cada esquina pra você comemorar sei lá o que sei que alguém vai sentar junto você vai puxar assunto discutindo futebol e ficar olhando as saias de quem vive pelas praias coloridas pelo sol Vem a noite, mais um copo sei quealegre "ma non tropo" você vai querer cantar na caixinha um novo amigo vai bater um samba antigo pra você rememorar Quando a noite enfim lhe cansa Você vem feito criança pra chorar o meu perdão qual o quê diz pra eu não ficar sentida diz que vai mudar de vida pra agradar meu coração E ao lhe ver assim cansado maltrapilho e maltratado ainda quis me aborrecer qual o quê Logo vou esquentar seu...
tracking img