Dependencia quimica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1109 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO
Dependência química
Este projeto propõe um estudo sobre a dependência química. Não do ponto de vista físico, dos malefícios que as drogas causam ao corpo. Mas do ponto de vista psicológico, como funciona a relação da mente e a dependência química. Quais os fatores externos e internos geram no uso continuo? O individuo sofre alguma influencia ou alteração no convívio social? Muitosdependentes químicos iniciam seu relacionamento com as drogas exatamente no lugar onde se suporia que estariam mais seguros: dentro de casa. Estudos feitos por psiquiatras e psicólogos demonstram que os pais são modelo de comportamento adulto para os filhos. Não há dúvidas que as crianças e adolescentes que iniciam o uso de remédios e drogas ilícitas veem no exemplo das pessoas mais velhas umaatitude a ser imitada.
O problema, segundo profissionais, é que muitas famílias adotam um modelo permissivo em relação às substancias químicas, usando-as como subterfúgio ou soluções imediatas para suas angústias. Até o fim da infância, os pais são referencia do que é certo. Somente na adolescência, quando o indivíduo passa a ter contato com outros modelos de comportamento, é que surgem osquestionamentos.
Mas, é na infância que o individuo estabelece sua forma de lidar com o mundo, com suas angustias e com suas emoções. Tomamos como exemplo, um pai que depois de um dia inteiro de trabalho chega em casa, estressado, e abre uma cervejinha. Ou a mãe que usa um calmante para relaxar e, quando quer emagrecer, em vez de fazer dieta, ginástica e adotar hábitos saudáveis, toma um remédio paraabsorver menos gordura. Isso resulta em um modelo de comportamento segundo o qual para qualquer problema, uma substancia química é a solução mais rápida.
Famílias que se automedicam têm mais chances de seus filhos abusarem de drogas tanto licitas (álcool, tabaco e produtos farmacológicos) quanto ilícitas (maconha, cocaína, heroína, craque e muitos outros). Um exemplo clássico, é a mãe que ao ver ofilho sem vontade de comer e dá a ele “Biotônico Fontoura”, xarope que promete abrir o apetite, que segundo referencia do rotulo possui 9% de teor alcoólico, contra 4 ou 5 % de concentração alcoólica das cervejas. O uso diário – às vezes mais de uma vez por dia – deste tipo de produto, administrado para crianças pequenas, pode induzir ao alcoolismo.
De acordo com especialistas, o acompanhamentodos pais aos filhos ainda na infância, de modo mais presente, é capaz de retardar a experimentação das drogas e, assim, diminuir o risco do uso de drogas ilícitas e da dependência química.
Combinando-se o modelo familiar acima descrito com uma das características mais típicas dos adolescentes, o imediatismo, está criado o ambiente onde a dependência química se instala. Em um modelo familiar dessetipo, o adolescente não aprendeu a lidar com a tristeza, o cansaço, a frustação. Para aliviar seus problemas, ele aprendeu que a saída é tomar um comprimido, beber alguma coisa, ou qualquer outra solução imediata que dê prazer e/ou alívio.

Embora seja assunto de todas as camadas sociais e dos meios de comunicação, a problemática das drogas, permanecem obscura, se não depurada, sujeita ainterpretações vagas, até entre os profissionais de saúde mental. Por isso vale insistir, nos esclarecimentos: as causas que induzem um jovem a iniciarem o uso das drogas, são muito mais complexas e envolvem fatores psíquicos, familiares e sociais; a dependência física e psicologia mantém-nos presos no tempo e podem nos tira-lhe a vida ou prejudica lhe o desempenho intelectual e profissional. (CURY,2001, p. 59)

Partindo desta premissa, são vários fatores que podem contribuir para o ingresso pelo mundo da dependência química. Jovens em busca de uma “liberdade” adotam uso de entorpecentes como forma de protesto e de afronta a sociedade. Grande engano, tomando este caminho eles criam para si uma espécie de cárcere ou calabouço nos porões da auto-aniquilação.
O uso de drogas não se...
tracking img