Musica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (341 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Arte Musical
Antes mesmo do nascimento, os pequeninos estão rodeados em um ambiente repleto de sons e são capazes de reagir a eles. Eles conseguem reconhecer a voz humana e, já nos primeiros mesesde vida se encantam pelas músicas associadas ao som. Ainda sem saber falar eles tentam seguir os movimentos com as mãos.
Na escola a musicalização permite a criança desenvolver sua capacidade demodo integrado, realizando movimentos corporais enquanto canta ou ouve alguma música. Cantar cantigas, dançar em roda e saber o nome e os sons de vários instrumentos, atividades assim proporciona acriança descobrir fontes sonoras surpreendentes ao bater, sacudir ou empurrar objetos à sua volta. O trabalho com ritmos tem uma importante relação com os movimentos. As músicas são ainda uma ferramentapara aquisição da linguagem verbal. Essas atividades se tornam ainda mais proveitosa quando o professor estimula seus alunos através desse fazer musical.
A linguagem musical atua como um elo entre asgerações. Proporcionar um repertório variado de ritmos e sons é garantir o acesso à cultura. E considerar apreciação musical variada.
Compreendemos que todos os sons podem ser aproveitados comomúsica, pois oferecem muitas possibilidades de enriquecer uma composição.
A música está aberta à interpretação de cada pessoa. Ela pode ser apreciada por ouvintes de diferentes povos, culturas, épocas eidiomas.
Na escola o professor bem fundamentado utiliza de momentos com a música conectados a outros momentos em que a criança tenha oprtunidade de criar e/ou compreender conceitos musicais a partirda vivência.
Assim, o homem é dotado de múltiplas inteligências, dentre elas a musical. O que leva a desenvolver capacidades inatas na educação que recebida e as oportunidades que se encontra. Porisso, é papel da escola trabalhar com os sons , a música e a dança – fontes de conexão cultural.

REFERÊNCIAS

MOÇO, Anderson. Quanta coisa eles aprendem. Revista Nova Escola, São Paulo,...
tracking img