Defesa de noremberg

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1463 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O JULGAMENTO DE NUREMBERG
RUDOLF HESS

11/06/2012
PROFESSORA NICOLE
RA 4240779373 MARISA SIMÕES DA SILVA

Conteúdo
1 – TITULO;
2 – SUMÁRIO;
3 – INTRODUÇÃO;
4 – DEFESA;
5 - O JULGAMENTO;
6 – A MORTE DE RUDOLF HESS

WALTER RICHARD RUDOLF HESS, nascido em Alexandria, 26 de abril de 1894 – Político Alemãoimportante. Personagem do terceiro Reich, nascido de uma família de comerciante Bávaros, de mãe britânica, HESS serve sob uniforme Alemão durante a primeira guerra mundial . Adere NSDAP em 1920 quando encontra, tornando-se mais tarde secretário particular de HITLER, ascendendo à terceira posição na Alemanha NAZISTA, após HITLER e HERMANN GORING. HESS teve posição privilegiada com adjunto de HITLERnos primeiros anos do regime NAZISTA, mas já sendo posto de lado pouco a pouco à medida que HITLER ganhava mais poder.
Essa tendência a marginalizar seu papel acentuou-se durante os primeiros anos da Segunda Guerra Mundial, que focalizou toda a glória popular nas outras personalidades próximas de Hitler: Hermann Göring, Joseph Goebbels e Heinrich Himmler. Ele foi, no entanto, nomeado membro doConselho de Defesa do Reich em 1939, destinado assim a ser o sucessor de Hitler e Göring.
Hess foi julgado no Processo de Nuremberg após a guerra por crimes contra a paz e foi condenado à prisão perpétua sob insistência da URSS. Durante os anos que se seguiram, ele foi o « prisioneiro número 7 ». Após as liberações de Baldur Von Schirach e Albert Speer em 1966, Hess tornou-se o último prisioneiro daPrisão de Spandau (Berlim oeste). Seus guardas indicaram que sua saúde mental degradara-se profundamente, e que havia perdido a memória.
Hess morreu em 1987, ainda prisioneiro em Spandau.

DEFESA
ARGUMENTOS
WALTER RICHARD RUDOLF HESS

WALTER RICHARD RUDOLF HESS, é mais uma vítima do linchamento de Nuremberg, teu crime ter voado á INGLATERRA, para tentar acabar com guerra entre a GRÂ-BRETANHA e ALEMAMHA, propondo a paz. O 17 de agosto é um dia importante para nós que acreditamos na paz construtiva e justa, e na irmandade entre todos os povos da EUROPA e do mundo.
Fontes oficiais inglesas, para cobrir-se ante o próprio povo britânico chegaram a afirmar que a oferta de paz de HESS não podia torna-se consideração, não só por razões políticas, senão, sobretudoporque HESS estava louco. Em tal caso se compreende e é inconcebível que a um louco se lhe encarasse e se lhe mantivesse de por vida numa prisão, e não num estabelecimento psiquiátrico.

RUDOLF HESS, De acordo com o relatório de Robert H. Jackson (citado pelo Juiz Bert A. Röling do tribunal de Tóquio, escrevendo em Tratado de Lei Criminal Internacional, vol. 1, pp. 590-608, editado porM. Cherif Bassiouni e Ved F. Nanda, Chas Thomas Publisher), os ingleses, franceses e soviéticos em Nuremberg não queriam acusar os alemães de "guerra agressiva", em absoluto, por motivos óbvios. Tal acusação foi inventada pelos americanos com o objetivo único, expresso e reconhecido de justificar as violações perpetradas pelos americanos contra a lei internacional.
Tais violações dalei internacional incluiriam o Programa "Lend-Lease" (Empréstimo e Arrendamento), fazer comboios e consertar os navios de guerra ingleses por dois anos antes de Pearl Harbor; permitir que os navios ingleses se declarassem como americanos, enquanto os Estados Unidos se diziam oficialmente neutros; a declaração ilegal do limite de 300 milhas de águas territoriais; a ocupação da Islândia; darinformações sobre os movimentos de submarinos alemães e italianos; bombardeassem e colidissem propositalmente com submarinos alemães e italianos já em julho de 1941, e outros atos obviamente próprios de "guerra agressiva.”.
Desse modo Hess foi mantido preso por 47 anos não apenas por atos que não eram ilegais (buscar dar um fim à guerra, salvar milhões de vidas e impedir a destruição da...
tracking img