Cultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3966 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1

Os cenários do Futuro
face às dinâmicas do Global e do Particular
Jesus Maria Sousa
Professora Universitária
PÓS-TÍTULO
A Educação não pode deixar de ter os olhos no Futuro. Fazendo uso de uma
técnica de trabalho utilizada pela planificação que envolva mudança e incerteza, propomos
a análise de quatro possíveis cenários, combinando Globalização e Fragmentação com
Competitividade eSolidariedade, enquanto quatro “driving forces” que puxam o Futuro em
direcções opostas. Em todos estarão presentes as novas tecnologias de informação.

DESDE AS PRIMEIRAS VAGAS DE GLOBALIZAÇÃO

Nunca se fez sentir tanto como agora o fenómeno da globalização. Iniciada com a
era dos descobrimentos, ao aproximar, de uma forma compulsiva e dominadora, mundos e
costumes diversos (não nosesqueçamos da deslocação da mão-de-obra escrava africana
para as Américas, ou do aniquilamento de tribos e culturas, se não falarmos dos próprios
processos de colonização), a globalização veio a passar por várias etapas, onde foi
ganhando novos alentos, ao longo dos últimos séculos. A actual globalização, no entanto,
surge ao fim da Segunda Guerra Mundial, sendo os seus traços posteriormente acentuadoscom a queda do muro de Berlim, em 1989.
As organizações mundiais para a determinação de políticas a diversos níveis, como
a OMS/WHO, a OMT/ILO, a OMC/WTO, etc., ou os agrupamentos de países ou
comunidades com objectivos mais próximos, como o Nordic Council, - abrangendo a
Dinamarca, a Finlândia, a Islândia, a Noruega e a Suécia, - a CPLP, - os Países de Língua
Portuguesa, - a própria UniãoEuropeia, têm vindo a reduzir o espaço disponível para
estratégias nacionais grandemente diferenciadas, conduzindo, pelo contrário, a uma maior
homogeneidade nos aspectos regulatórios dos Estados. Falamos do conceito de “global
governance” em vez de “government”.
A ACELERAÇÃO DO CONHECIMENTO

Por outro lado, também de forma incomparavelmente mais intensa do que em
qualquer outra época daHistória, vive-se hoje um momento de aceleradas transformações
tecnológicas decorrentes de uma acumulação de conhecimentos sem precedentes. Se no
início do século se publicavam cerca de 10.000 livros por ano, hoje temos milhões de
documentos científicos e técnicos publicados no mesmo período de tempo. Segundo J.
Appleberry (citado por V. S. Infante. 1999. 2), “em 1750, duplicou-se pela primeiravez o
conhecimento da humanidade desde os tempos de Cristo. Em 1900 repetiu-se o fenómeno.
A duplicação a seguir operou-se em 1950. Hoje o conhecimento humano passa para o
dobro de 5 em 5 anos. Calcula-se que no ano 2020 essa duplicação ocorrerá cada 75 dias.”

2
A COMUNICAÇÃO GLOBAL

E são essas tecnologias resultantes da aceleração do conhecimento que vão abrindo
auto-estradas por essemundo fora, rompendo fronteiras geográficas do passado, com
reflexos nos sistemas político, social e económico na construção da nova ordem da “Global
Village”. Com o fim da Guerra Fria, reduziram-se barreiras políticas e económicas trazendo
para o mundo da comunicação global mais de 400 milhões de pessoas da Europa Oriental e
ex-Países Soviéticos, e quase 1,3 bilião de habitantes da China edo Vietname. A China
começou a se abrir comercialmente a partir de 1978, sendo actualmente o segundo país que
mais absorve capitais estrangeiros, depois dos Estados Unidos. Os McDonald’s, os filmes
de Hollywood e as notícias da CNN são exemplos de investimentos feitos nos novos
mercados. Ao nível da UE, a introdução do Euro permite ao consumidor chegar mais
facilmente ao mesmo produto maisbarato. Há dois meses atrás (cf. Newsweek, 29 Nov.
99), sabia-se que o CD “Ray of Light” da Madonna custava 17.87 Euros na Bélgica,
enquanto na Holanda era apenas 8.56, ou que umas calças Levi’s 501 jeans valiam 81.30
Euros na Alemanha e 69.36 em França. As novas tecnologias de informação vieram
despertar necessidades adormecidas nas profundezas do inconsciente, ditando assim novas
regras na...
tracking img