Corpo pecado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1274 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
CORPO PECADO
Paulo Miguel


Justificativa

A dualidade corpo e mente ao longo da história, sobretudo apartir da Antiguidade Clássica, sempre representou tabu. O corpo sempre foi representado como instrumento do pecado, o qual deveria ter seus desejos controlados pela mente.
Diante disso, o presente trabalho visa entender porque o Corpo sempre foi visto como objeto profano e os mecanismo usados pelo homem para controlá-lo,usando como exemplo técnicas meditativas como o Yoga.
Aolongo dos tempos a humanidade convencionou conceitos e teorias que instrumentalizaram o corpo como objeto de pecado. Os homens, sobretudo diante dos preceitos difundidos pela Igreja Católica a partir da Idade Média, passaram a incorporar a idéia de que era preciso inibir os desejos da carne manifestados pelo corpo para conseguir alcançar a redenção da alma. Segundo FRANCO JÚNIOR (2001), a vidasexual tornou-se inexistente e a virgindade passou a ser vista com grande valor, seguindo os modelos de Cristo e sua mãe. Na Idade Média, a palavra latina verecundia toma o sentido de vergonha ligado à carne e ao pecado sexual, segundo SCHMITT (1995). Na verdade, o pensamento sobre os conceitos de corpo- pecado começou a ser delineada na Grécia antiga muito antes de Cristo pelos filósofos Platão eAristóteles os quais serviram de base para Santo Agostinho e Tomás de Aquino, séculos mais tarde, incorporarem tais idéias dentro de uma perspectiva cristã.
Vinculada a idéia de pecado que estava ligada ao sexo e que até hoje gera tabu, outras formas de prazer relacionadas à satisfação de desejos do corpo também passaram a ser repudiadas pelos religiosos e tidas como hereges tais como a gula e asmanifestações de alegria através da dança ou de qualquer movimento que colocasse o corpo em evidência. O corpo, neste contexto passou a representar perigo para todos aqueles que quisessem viver em paz com sua alma e em contato com o divino.
O fato é que as idéias difundidas ao longo da Idade Média, serviram de base para uma série de preceitos sócio-histórico-culturais que norteiam a vida doshomens inclusive na contemporaneidade. Independentemente do meio no qual as pessoas estão inseridas e de suas crenças, todas, de uma maneira ou de outra acabam lutando contra as vontades do corpo em prol de uma satisfação interior.
O mundo pós-moderno no qual estamos inseridos parece apresentar um grande número de motivos para que a humanidade esqueça as idéias que foram incutidas em sua mentesobre os pecados da carne. Hoje, após tantas lutas de gênero, tantas conquistas relacionadas ao sexo, tanta quebra de tabus, tantas revoluções científicas e tecnológicas, parece ter havido um colapso entre os preceitos religiosos e a busca por prazer tão inerente ao ser humano. Diante disto, o homem pós-moderno vive uma procura incessante de manter o equilíbrio entre o corpo e a mente, buscandoauto-controle, não só nas questões pertinentes ao desejo sexual, mas em todos os aspectos de sua vida. É como se as pessoas tomassem consciência das amarras as quais foram submetidas ao longo dos séculos e sabendo disto, buscassem se libertar sem cometer abusos, sem cometer excessos que possam feri-las física e moralmente, uma vez que, embora muitos tabus tenham sido quebrados, a idéia de pecado efalta de decoro incorporou-se de forma cabal no consciente coletivo em todos os pontos do planeta. Algumas pessoas, inclusive, utilizam-se de técnicas que, acredita-se, promovem o relaxamento corporal e um desligamento momentâneo entre espírito e matéria.
Uma das práticas mais utilizadas atualmente no intuito de manter o corpo e a mente alinhados é o yoga.
O termo yoga deriva do radical “yuj”,...
tracking img