Coqueluche

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1080 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A coqueluche, conhecida como tosse espasmódica, é uma doença imunoprevenível de grande importância na infância, que pode levar a complicações graves, inclusive com óbito.
A Bordetella pertussis é o agente etiológico da coqueluche, embora quadros clinicamente mais brandos possam ser causados pela Bordetella parapertussis.
Vários outros agentes etiológicos podem determinarapresentação clínica semelhante, conhecida por síndrome pertussis, como alguns tipos de adenovírus, Mycoplasma pneumoniae, Chlamydia trachomatis, Chlamydia pneumoniae, além da Bordetella bronchiseptica. O homem é o único hospedeiro da Bordetella pertussis.


TRASNMISSÃO

Ocorre a partir de uma pessoa contaminada, especialmente, nos primeiros dias da doença.


CONTÁGIO

Acontece pelainalação das secreções respiratórias que o doente espalha pelo ar.


INCUBAÇÃO

A bactéria tem o período de incubação de aproximadamente uma semana a dez dias, quando se prolifera nos pulmões. Ela ataca toda a árvore respiratória (brônquios e bronquíolos) desencadeando um processo inflamatório nos pulmões.


DIAGNÓSTICO CLÍNICO

Clinicamente, manifesta-se ao longo de três estádios, após umperíodo de incubação que varia de 7 a 10 dias:
• FASE CATARRAL: de 7 a 14 dias, com manifestações em vias aéreas superiores, com tosse, coriza e lacrimejamento, mimetizando um resfriado comum;
• FASE PAROXÍSTICA: caracterizada por acessos de tosse seguidos de guinchos com expectoração de muco claro, viscoso e espesso, seguidos de vômitos. Dura geralmente de 4 a 6 semanas;
• FASE DECONVALESCENÇA: desaparecimento dos guinchos com persistência da tosse por até 3 semanas.
DIAGNÓSTICO LABORATORIAL

O diagnóstico é eminentemente clínico, uma vez que a bactéria apresenta dificuldades laboratoriais para ser isolada, necessitando de meios específicos e imediata inoculação no meio após a coleta. Além disso, não está presente no sangue, portanto a hemocultura é quase sempre negativa.
Odiagnóstico baseia-se na suspeita clínica de surtos de tosse paroxística seguida de guinchos e vômitos, associada à presença de leucocitose (acima de 20.000 céls./mm3), com linfocitose.


COMPLICAÇÕES

As complicações mais comuns afetam as vias respiratórias. Os lactentes apresentam um risco especial de lesão devido à falta de oxigênio após períodos de apnéia (paradas respiratóriastransitórias) ou episódios de tosse. As crianças podem apresentar pneumonia, a qual pode ser fatal. Durante os episódios de tosse, o ar pode ser impulsionado dos pulmões para o interior dos tecidos que os circundam ou os pulmões podem romper e colapsar (pneumotórax). Os episódios de tosse intensa podem causar hemorragia ocular, nas membranas mucosas e, ocasionalmente, na pele ou no cérebro. Pode ocorrer aformação de uma úlcera sob a língua quando esta é comprimida contra os dentes inferiores durante os episódios de tosse. Ocasionalmente, a tosse pode causar prolapso retal (exteriorização do reto) ou uma hérnia umbilical, a qual pode ser observada como uma protuberância.
Os lactentes podem apresentar convulsões, mas elas são raras em crianças maiores. A hemorragia, o edema ou a inflamação cerebralpodem causar lesão cerebral e retardo mental, paralisia ou outros distúrbios neurológicos. A otite média (infecção do ouvido) também ocorre freqüentemente em conseqüência da coqueluche.


PREVENÇÃO
A forma mais segura e efetiva de prevenir a coqueluche é a vacinação das crianças de dois meses até quatro anos e onze meses com a vacina Tríplice (DTP – difteria, tétano e coqueluxe ou pertussis). Nocalendário de vacinações do Ministério da Saúde as doses devem ser feitas aos dois, quatro e seis meses de idade , com uma dose de reforço aos quinze meses. Caso alguma dose não seja recebida, o médico poderá orientar os pais sobre a melhor forma de completá-lo.

TRATAMENTO

Medidas Gerais:
• Contatar o Departamento de Epidemiologia e Saúde Pública da FMT/IMT-AM, a fim de notificar...
tracking img