Contracultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1753 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de junho de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto

Tema da Atividade:

Subcultura – conceito e subcultura empresarial

Participantes:

Anderson Marques dos Santos Matricula 20469
Caroline Honorato Matricula 20498
Marcio Mesquita Matricula 20302
Melissa MarquesMatricula 20563
Miriam Ribeiro da Silva Matricula 20528


Disciplina:

Pensamento Humanístico

Curso:

Administração
Profª.: Valquiria Marques

Nota:

SUBCULTURA

Conceito: Subcultura consiste em um grupo específico, que tempo seu modo de vida próprio, divergindo da cultura dominante, porém, sem entrar em conflito com esta, ou seja, apesarde modo de vida diverso do grupo dominante, estes vivem em perfeita harmonia com aqueles.

Para alguns autores (Freitas e Cols, 1996) o conceito de subcultura sugere uma prática cultural que estaria acima das outras e que todos os indivíduos subscreveriam a esta cultura maior que é autônoma em relação as multiplas subcuturas.

Com analise nos conceitos acima, temos que subcultura são pequenosgrupos, que possuem peculiaridades próprias, ou seja, se vestem de forma diferenciada, possuem hábitos específicos, gostam de determinados estilos musicais, etc.

Para que fique bem configurado o conceito de subcultura, podemos citar alguns exemplos: os góticos, os skatistas, os kamicases, os carecas, os punks, etc. Estes grupos possuem modos de pensar próprios, gostam de coisas que não sãocomuns para a sociedade.

Apesar do modo de vida, eles não renegam, ou pelos menos a maioria não renega a cultura dominante, pois, devem conviver em harmonia com o restante da população, deve cumprir a legislação local, respeitar as crenças, hábitos, entre outras regras que cabem ao grupo dominante, bem como aos demais grupos de subculturas existentes.

Temos diversas outras subculturas, como ascolônias de imigrantes, que na cidade de São Paulo existem em grande número. Como exemplos podemos citar a colônia japonesa, que habitam e laboram na região do Bairro da Liberdade e arredores, a cultura italiana, presente no Bairro do Bexiga, entre outras.

Estes pequenos grupos, digo pequenos levando-se em conta a população da cidade como um todo, importaram de seus países de origem muitosapectos relacionados com suas culturas, como por exemplos as festas, as comidas típicas, os trajes, etc.

Apesar do modo de vida diferenciado, esses grupos culturais convivem com a cultura dominante em perfeita harmonia, seguindo a legislação local, como visto anteriormente, respeitando o modo de vida dos habitantes da região, suas crenças, hábitos, etc.

Os membros de pequenos gruposdiferenciados, ou melhor, de determinadas subculturas tendem a compartilharem de uma aparência comum, que pode identificá-los e diferenciá-los do restante do grupo dominante. Usam roupas alternativas (roupas pretas – no caso dos góticos), penteados exóticos (como no caso dos punks), etc. Se expressam por meio de dialetos particulares, com uso de gírias e termos pouco frequentes, tudo isso para se mostraremestranhos aos demais indivíduos da população dominante.

Para ilustrar o conceito de subculturas, vejamos as seguintes fotografias:
Punks – penteados exóticos


Bairro da Liberdade: arquitetura nipônica em pleno Brasil



Traços da cultura japonesa integrada com a Brasileira



Podemos notar ao analisarmos as imagens, que os grupos de subculturas distintas da cultura brasileira,apesar dos seus modos de vida diferenciados, se encontram totalmente integrados ao grupo dominante (cultura brasileira).

No esboço abaixo, podemos notar como
estão dispostos no mundo fático a cultura dominante,
as subculturas e a contracultura:








No esboço acima temos as diversas subculturas inseridas em uma cultura dominante e convivendo com esta e entre si com harmonia....
tracking img