Contabilidade Industrial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 36 (8868 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
Carlos Ribeiro

REVENDO BRAGA:
OLHAR RENOVADO SOBRE
UM CRONISTA COMBATIVO
Carlos Ribeiro *

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo abordar um aspecto pouco conhecido da obra do
cronista Rubem Braga: o da crítica social presente em grande parte das crônicas, notas, artigos e
reportagens publicados ao longo de sessenta anos de sua atuação como jornalista e escritor. O cronistalírico dos passarinhos e das borboletas foi também um jornalista combativo que não se furtou a
registrar, comentar, criticar, denunciar, combater e ironizar sobre praticamente todos os grandes
temas do seu tempo. Sua atuação crítica engloba não apenas questões políticas mais imediatas,
relacionados às arbitrariedades cometidas pelos sucessivos governos, entre os anos 30 e 90, como
temasdiversificados nos âmbitos cultural, ecológico, científico, tecnológico e comportamental.
Palavras-chaves: Rubem Braga; crítica social; literatura; jornalismo.
Abstract: This article aims to approach a little known aspect of the work of Rubem Braga: the social
critique present in his chronicles, notes, articles and news articles published throughout sixty years
of his performance as journalist andwriter. The chronicler of "birds and butterflies" was also a
militant journalist who did not resign himself of registering, commenting, defying and mocking practically all the great subjects of his time. His critical performance has covered not only questions of
daily politics, related to the arbitrary acts committed by successive governments between the 1930's
and 1990's, but also themes ofcultural, ecological, scientific, and technological interest.
Keywords: Rubem Braga; social criticism; literature; journalism.

* Jornalista, ficcionista e doutor em Literatura pela Universidade Federal da Bahia.
Professor adjunto de Jornalismo na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Recôncavos
87

REVENDO BRAGA
1. A crítica social do velho urso
É difícil mesmo ser cronista neste país.O primeiro mandamento de um cronista é variar de
assunto, saltar disto para aquilo, falar de bois e de nuvens, de máquinas e metafísicas. Pois isso não
se pode fazer. O país é horrivelmente monótono. Seus males e suas vergonhas se repetem com
tão insistente despudor que o remédio é voltar a eles.
“A monótona desgraça”
13/11/1948
Arquivo da Fundação Casa de Rui Barbosa
Parece que vão fazeruma lei para proibir dizer essas e outras coisas. Como não gosto de cadeia,
passarei a falar das borboletas azuis. Encherei as colunas dêste jornal e os ares desta República de
borboletas azuis até que seja proibido falar de borboletas azuis. Então, se me permitirem, falarei
das borboletas amarelas. Há muitas borboletas e muitas côres neste país; estou sereno e otimista.
Que venha a lei,senhores. Podem tirá-la do bolso do dólmã.
“A nova lei”
30/08/1958
Arquivo da Fundação Casa de Rui Barbosa

As duas crônicas, das quais tiramos os excertos acima, revelam de certa forma o pêndulo que
caracterizou a trajetória do cronista Rubem Braga. Se, por um lado, constrangia-se por ter que escrever
sobre os males do Brasil, por outro era constrangido a voltar aos temas amenos que marcariam oseu
perfil de cronista das belas mulheres e das borboletas.
“O país é horrivelmente monótono. Seus males e suas vergonhas se repetem com tão insistente
despudor que o remédio é voltar a eles”, diz Braga. Por que o “cronista dos passarinhos” é obrigado
a voltar a temas tão “horríveis”, se a crônica, segundo o senso comum, tem como determinantes do
gênero as características de “simpática”,“digestiva” e “voltada para o entretenimento” em seu rol de
amenidades? O que tem de simpático e digestivo os seguintes trechos, sobre assuntos tão
freqüentemente retomados por ele nos duros tempos do Estado Novo e da ditadura militar?
(...) Pancadas no estômago e nos órgãos genitais, choques elétricos, injeções nos ouvidos (para
provocar dores quase insuportáveis), afogamento (a vítima tinha...
tracking img