Confea

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2559 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUI – UFPI
CAMPUS PROFESSORA CINOBILINA ELVAS – BOM JESUS
CURSO: ENGENHARIA FLORESTAL
DICIPLINA: DEONTOLOGIA













CÓDIGO DE ÉTICA DA ARQUITETURA, ENGENHARIA E AGRONOMIABOM JESUS, 22 DE FEVEREIRO DE 2013



INTRODUÇÃO

Ao passar dos anos, o Código de Ética Profissional tem sido a ferramenta para a concretização dos princípios, visão e missão do Sistema. Ele é a referencia das ações do profissional da área tecnológica e explicita a postura social da empresa em face dos diferentes públicos com os quais interage(José Tadeu da Silva). Tendo em vista as mudanças ocorridas nas condições históricas, econômicas, sociais, políticas e culturais da sociedade Brasileira, que resultaram no amplo reordenamento da economia, das organizações empresariais nos diversos setores, do aparelho do Estado e da Sociedade Civil, condições essas que têm ajudado para pautar a "ética" como um dos temas centrais da vida brasileiranas últimas décadas. (Maria Estella Rosetti).

Considerando que um "código de ética profissional" deve ser o resultado de um pacto profissional, de um acordo crítico coletivo em torno das condições de convivência e relacionamento que se desenvolve entre as categorias integrantes de um mesmo sistema profissional, visando uma conduta profissional cidadã. O Código de Ética Profissional proclama osfundamentos éticos e as condutas necessárias à boa e honesta prática das profissões da Engenharia, da Arquitetura, da Agronomia e relacionam direitos e deveres correlatos de seus profissionais. Os preceitos deste Código de Ética Profissional têm alcance sobre os profissionais em geral, quaisquer que sejam seus níveis de formação, modalidades ou especializações.

As diferentes modalidades eespecializações profissionais poderão estabelecer, em conformidade com este Código de Ética Profissional, preceitos próprios de conduta atinentes às suas peculiaridades e especificidades. As profissões são caracterizadas por seus perfis próprios, pelo saber científico e tecnológico que incorporam, pelas expressões artísticas que utilizam e pelos resultados sociais, econômicos e ambientais do trabalhoque realizam. Os profissionais são os possuidores do saber especializados de suas profissões e os sujeitos pró-ativos do desenvolvimento. O objetivo das profissões e a ação dos profissionais voltam-se para o bem-estar e o desenvolvimento do homem, em seu ambiente e em suas diversas dimensões: como indivíduo, família, comunidade, sociedade, nação e humanidade e nas suas raízes históricas, nasgerações atual e futura.





| | | |


REVISÃO

O Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia no uso das atribuições que lhe impõe a alínea “f” do art. 27 da Lei nº 5.194, de 24 de dezembro de 1966, e considerando que o disposto nos artigo 27, alínea “n”, 34,alínea “d”, 45, 46, alínea “b”, 71 e 72, obriga a todos os profissionais do Sistema a observância e cumprimento do Código de Ética Profissional da Engenharia, da Arquitetura, e da Agronomia. Considerando as mudanças ocorridas nas condições históricas, econômicas, sociais, políticas e culturais da Sociedade Brasileira, que resultaram no amplo reordenamento da economia, das organizações empresariais nosdiversos setores, do aparelho do Estado e da Sociedade Civil, condições essas que têm contribuído para pautar a “ética” como um dos temas centrais da vida brasileira nas últimas décadas.

Tendo em vista a deliberação do IV Congresso Nacional de Profissionais – IV CNP sobre o tema “Ética Profissional”, aprovada por unanimidade, propondo a revisão do Código de Ética Profissional vigente e...
tracking img