Concreto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1246 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Concreto nas primeiras idades

Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira

Propriedades do concreto fresco

Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira
Fonte: Mehta e Monteiro, 2010 Degussa, 2000

3/33

Importância
As primeiras 48h são muito importantes para o desempenho de uma estrutura de concreto.
Resistência à compressão (fc) Módulo de elasticidade (Ec) Comportamento térmico Fissuração Durabilidade 4/33

Propriedades nas primeiras idades
Trabalhabilidade
Consistência Segregação e Exsudação

Perda de abatimento Retração plástica Temperatura

UHE Peixe Angical, 2005

Trabalhabilidade do concreto

Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira
Fonte: Mehta e Monteiro, 2010

6/33

Trabalhabilidade do concreto
A ASTM C 125 define trabalhabilidade como a propriedade que determina o esforçonecessário para manipular (lançamento, adensamento e acabamento) uma quantidade de concreto fresco com uma perda mínima de homogeneidade. Esforço necessário para iniciar e manter o fluxo.
Propriedades reológicas do lubrificante (pasta de cimento). Atrito interno entre as partículas de agregados. Atrito externo entre o concreto e a forma.

Composta por dois elementos principais:
Fluidez: facilidade demobilidade. Coesão: resistência à segregação e exsudação.

Trabalhabilidade do concreto: consistência
Consistência
Índice de mobilidade ou fluidez do concreto. Capacidade do concreto de ser adensado através de esforço de compactação ou vibração, de mover-se através de equipamentos de bombeamento e tubulações, e de amoldar-se às fôrmas. O esforço para adensar o concreto é regido por sua fluideze pela facilidade de redução de vazios sem perda da estabilidade.

7/33

Trabalhabilidade do concreto: consistência
Consistência
Medida pelo abatimento de tronco de cone, espalhamento ou consistômetro VeBe.

8/33

Trabalhabilidade do concreto: segregação e exsudação
Estabilidade
Medida qualitativamente pela coesão. Índice da capacidade de retenção dos agregados graúdos na massa deconcreto fresco: oposta à segregação. Índice da capacidade de retenção de água: oposto à exsudação.

9/33

Trabalhabilidade do concreto: segregação
Separação dos componentes de uma mistura de concreto fresco de tal forma que sua distribuição deixe de ser uniforme.
Razão principal: dimensões e massas específicas diferentes dos constituintes da mistura. Característica de misturas secas.Segregação interna:
Separação dos agregados da argamassa As partículas maiores e mais pesadas tendem a assentar-se

10/33

Segregação externa:
As partículas maiores tendem a separar-se da mistura durante o lançamento.

Conseqüência da segregação
Heterogeneidade do concreto endurecido. Alterações nas relações agregado/cimento e água/cimento dentro do material.

Trabalhabilidade do concreto:segregação

11/33

Segregação em pé de pilar (Degussa, 2000)

Trabalhabilidade do concreto: segregação

12/33

Segregação em pé de pilar (Degussa, 2000)

Trabalhabilidade do concreto: segregação
Segregação em laje nervurada

13/33

Segregação em parede de reservatório (Degussa, 2000)

Segregação em viga (Degussa, 2000)

Trabalhabilidade do concreto: exsudação
Ascensão daágua de amassamento à superfície do concreto após seu lançamento e adensamento. Forma particular de segregação, resulta da incapacidade de retenção de toda água de amassamento de forma dispersa. Exsudação por canais localizados
sempre prejudicial; heterogeneidade;
da permeabilidade; da resistência.

14/33

típica de misturas pobres em agregados finos.

Exsudação normal
ocorre uniformementeem toda a superfície do concreto

Trabalhabilidade do concreto: exsudação
Conseqüências negativas da exsudação

15/33

agregado graúdo

barra de aço

pasta de cimento

agregado miúdo

água de exsudação

Água exsudada subindo e parando sob agregados graúdos e armadura

Trabalhabilidade do concreto: exsudação

16/33

2º lançamento

1º lançamento

Água exsudada do 1º...
tracking img