Concreto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1107 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Eteit
Concreto

Henrique Orrico
Edificações - Djalma
Governador Valadares
Resistência à Compressão

As prescrições referem-se à resistência à compressão obtida em ensaios de cilindros moldados segundo a NBR 5738, realizados de acordo com a NBR 5739.
Quando não for indicada a idade, as resistências referem-se à idade de 28 dias. A estimativa da resistência à compressão média, fcmj,correspondente a uma resistência fckj especificada, deve ser feita conforme indicado na NBR 12655.
A evolução da resistência à compressão com a idade, deve ser obtida através de ensaios especialmente executados para tal. Na ausência desses resultados experimentais pode-se adotar, em caráter orientativo, os valores indicados na tabela.
Relações fcj/fc, admitindo cura úmida em temperatura de 21 a 30·C.

Cimento | | | | | Idade | (dias) | | | | |
portland | 3 | 7 | 14 | 28 | 60 | 90 | 120 | 240 | 360 | 720 |
CP IIICP IV | 0,46 | 0,68 | 0,85 | 1 | 1,13 | 1,18 | 1,21 | 1,28 | 1,31 | 1,36 |
CP ICP II | 0,59 | 0,78 | 0,9 | 1 | 1,08 | 1,12 | 1,14 | 1,18 | 1,20 | 1,22 |
CP V | 0,66 | 0,82 | 0,92 | 1 | 1,07 | 1,09 | 1,11 | 1,14 | 1,16 | 1,17 |
CP I cimento comum, CP II cimentocomposto, CP III cimento de alto forno,
CP IV cimento pozolânico, CPV cimento de alta resistência inicial

Resistência à Tração

A resistência à tração indireta fct,sp e a resistência à tração na flexão fct,f devem ser obtidas de ensaios realizados segundo a NBR 7222 e a NBR 12142, respectivamente.
A resistência à tração direta fct pode ser considerada igual a 0,9 fct,sp ou 0,7 fct,f ou, na faltade ensaios para obtenção de fct,sp e fct,f, pode ser avaliada por meio das equações (7.1) a (7.3).
fctm = 0,3 fck2/3 fctm e fck em MPa (7.1)
fctk,inf = 0,7 fctm (7.2)

A resistência à compressão simples, denominada fc, é a característica
mecânica mais importante.

Para estimá-la em um lote de concreto, são moldados e preparados corpos de
prova segundo a NBR 5738 – Moldagem e cura decorpos-de-prova cilíndricos
ou prismáticos de concreto, os quais são ensaiados de acordo com a NBR 5739 –
Concreto – Ensaio de compressão de corpos-de-prova cilíndricos.
O corpo de prova padrão brasileiro é o cilíndrico, com 15 cm de diâmetro e
30 cm de altura, e a idade de referência é 28 dias.
Após ensaio de um número muito grande de corpos de prova, pode ser feito
um gráfico com os valoresobtidos de fc versus a quantidade de corpos de prova
relativos a determinado valor de fc, também denominada densidade de frequência. A
curva encontrada denomina-se Curva Estatística de Gauss ou Curva de
Distribuição Normal para a resistência do concreto à compressão (Figura 2.1).

Figura 2.1 – Curva de Gauss para a resistência do concreto à compressão
Na curva de Gauss encontram-se doisvalores de fundamental importância:
resistência média do concreto à compressão, fcm, e resistência característica
do concreto à compressão, fck.
O valor fcm é a média aritmética dos valores de fc para o conjunto de corpos de
prova ensaiados, e é utilizado na determinação da resistência característica, fck, por
meio da fórmula:
fck=fcm 1,65s

O desvio padrão s corresponde à distância entrea abscissa de fcm e a do ponto
de inflexão da curva (ponto em que ela muda de concavidade).
O valor 1,65 corresponde ao quantil de 5 %, ou seja, apenas 5 % dos corpos
de prova possuem fc  fck, ou, ainda, 95 % dos corpos de prova possuem fc  fck.
Portanto, pode-se definir fck como sendo o valor da resistência que tem 5 %
de probabilidade de não ser alcançado, em ensaios de corpos de prova deum
determinado lote de concreto.

Como será visto posteriormente, a NBR 8953 define as classes de resistência
em função de fck. Concreto classe C30, por exemplo, corresponde a um concreto
com fck = 30 MPa.
Nas obras, devido ao pequeno número de corpos de prova ensaiados, calculase fck,est
valor estimado da resistência característica do concreto à compressão.

Resistência à tração...
tracking img