Comportamento desviante, alguns apontamentos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2130 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Criminologia
A Criminologia como disciplina autónoma de saber científico → os criminólogos dizem-se empiristas ao cultivarem um saber fundado na observação e na experimentação, excluindo do discurso criminológico a mera especulação. O Método Científico enquanto processo explícito e ordenado de verificação de hipóteses (teorias) → uma teoria pode ser definida como sistema de proposiçõesverificáveis, servindo para descrever um fenómeno, explicá-lo e torná-lo inteligível. A Criminologia Contemporânea não se reduz a uma teoria ou teorias de escolas opostas, mas a uma diversidade de teorias, procurando cada uma delas conhecer um dado aspecto do fenómeno criminal

Comportamento Desviante

• Conceito que permite ligar uma série de fenómenos/ comportamentos que têm em comum o facto detransgredirem a norma. • Conceito de DESVIANTE nasceu na sociologia • Relativo em função do tempo e do espaço ex: época histórica Desvio/ Desviância = consiste na transgressão de uma norma social conjunto de comportamentos e situações que violam as normas a que os membros de um grupo/ sociedade se vinculam a ponto de punirem quem as viola.

Normal vs Patológico
Normal = perpendicular, que não pendenem à direita nem à esquerda e que se situa precisamente no meio. Domínio do dever ser o normal é sinónimo de bom ou justo (juízo de valor acerca de uma acção) é normal o que se verifica na maioria dos casos de Domínio do ser uma determinada espécie, ou o que correspondente à média ou à moda de uma característica mensurável (algo factual quantitativo)

Evolução no olhar entre o Normal e oPatológico: 1º Momento o patológico é visto como sendo qualitativa e radicalmente diferente do normal Ex: na medicina pré-moderna a doença era tida como uma entidade exterior, como algo que tinha uma origem diferente do estado são = a doença e a saúde são tidas como estados fisiológicos qualitativamente diferentes 2º Momento o patológico é visto como sendo quantitativamente diferente do normal Ex:Segundo Claude Bernard, a doença/ patologia é a alteração do estado de equilíbrio que é o estado de saúde, ou seja, na diabetes o excesso de glicose no sangue representa uma diferença de grau e não de natureza entre o estado de saúde e o estado de doença (patológico).

Assim sendo
O patológico é uma variação quantitativa ou de grau relativamente ao estado normal.

O normal só pode ser percebidoà luz do patológico e o patológico à luz do normal, pois não são entidades independentes.

Evolução dos Quadros de Pesamento TeóricoExplicativos
Teorias Biológicas Tónica no delinquente Teorias Psicológicas
Criminologia Etiológica-Explicativa

Teorias Sociológicas

Tónica no acto
Criminologia Dinâmica

Teorias Biológicas

Baseiam a explicação do comportamento desviante em factoresfisiológicos inerentes quer à sua aquisição, quer à sua manutenção. Na sua forma mais simples, estas teorias defendem que o Comportamento Desviante é Produto da Hereditariedade. Comportamento Desviante Produto da Hereditariedade

Genética do Comportamento

Estuda o efeito de um genótipo e do ambiente num dado traço fenótipo (ansiedade, inteligência, agressividade, etc) Genótipo Fenótipocomposição genética de um indivíduo

características observadas e mensuráveis do indivíduo

Cesare Lombroso (1835-1909)
• O delinquente como alguém que pertence a uma subespécie primitiva do Homo sapiens; • O comportamento criminal como produto de uma configuração genética – estigmas físicos e traços psicológicos - diferente da encontrada na população criminal • O criminoso é um tipo regressivo,um retorno a uma fase anterior da as características de um criminoso resultam assim evolução humana de um atavismo Escola Positivista Italiana tese central é o ATAVISMO, simultaneamente responsável pela existência do criminoso e dos seus estigmas exteriores

O criminoso nato teria uma fisionomia qualitativamente diferente (natureza) do não criminoso --> para Lombroso, o criminoso (nato) não...
tracking img