Comercio eletronico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2628 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Revista Eletrônica Novo Enfoque, ano 2011, v. 13, n. 13, p. 150 – 157

COMÉRCIO ELETRÔNICO

COSTA, Saint Clair Breves da 1, RUIZ, José Mauro 2
1

Aluno do Curso Superior de Tecnologia em Logística - ESGT- UCB Orientador e Prof. da ESGT - UCB

2

Especialista em Gerência Educacional – UNESA,

RESUMO O comércio eletrônico não veio para acabar com o varejo tradicional e, sim, paracomplementálo. Em mercados cada vez mais competitivos, as empresas precisam integrar o comércio eletrônico em suas operações para aumentar seu faturamento, reforçar sua marca, melhorar o relacionamento com o cliente, além de aumentar e melhorar o banco de dados, bem como transmitir confiança ao seu cliente. A participação do comércio eletrônico no faturamento das empresas, que inicialmente eramarginal, passou a ser o potencial. Face a esta profusão de meios, as empresas devem cada vez mais se preocupar com as estratégias que devem adotar para obter alta performance em suas vendas. É nítido o crescimento do comércio eletrônico no mundo, e no Brasil não seria diferente. O país possui uma comunidade on-line gigante capaz de proporcionar um mercado atraente e uma força inovadora para odesenvolvimento. O desafio é grande e parece muito difícil, entretanto, não buscar estas oportunidades é impensável, diante das inúmeras janelas de oportunidades abertas pelas novas tecnologias. Contudo, observamos que as vendas de balcão também continuam crescendo, ou seja, estamos diante de um marco na história econômica deste país que é decorrente de uma clara melhora no cenário macroeconômico nacional.Palavras-chave: comércio eletrônico. clientes.mercado.vendas.

INTRODUÇÃO O comércio eletrônico é uma realidade inegável e não veio para acabar com o varejo tradicional e, sim, para complementá-lo. No entanto, apesar do crescimento vertiginoso das lojas virtuais, a compra de um produto pela Internet ainda não é fácil para a maioria das pessoas, ainda existem diversos problemas de interaçãoentre compradores e vendedores. Empresas estão perdendo quantidades inacreditáveis de dinheiro, a partir do momento que gastam milhões atraindo consumidores a seus sites, mas, uma vez lá, os visitantes os consideram extremamente difíceis de usar e não concluem a compra. Muitos desenvolvedores de páginas da Web têm sido guiados equivocadamente pelos desafios da tecnologia e do marketing mais do quepelas necessidades do usuário. Em conseqüência disso, companhias perdem oportunidades de vendas, relacionamento com o cliente e uma propaganda boca a boca positiva. PROBLEMA Em mercados cada vez mais competitivos, as empresas precisam integrar o comércio eletrônico em suas operações para reforçar sua marca, melhorar o relacionamento com o cliente, além de aumentar e melhorar o banco de dados, bemcomo transmitir confiança ao seu cliente. Hoje em dia, diante da crescente busca do consumidor por novidades e por comodidade, além, é claro, da maior exigência pela qualidade, o comércio eletrônico substituirá as vendas de balcão?

HIPÓTESES Diante do cenário atual onde se conquista por cada fatia do mercado, as empresas estão cada vez mais utilizando diversos canais de distribuição paraalcançar seus clientes de forma conveniente. Um canal importantíssimo de vendas é o comércio eletrônico que continua crescendo, elevando a sua participação no faturamento das empresas. Esta fonte que inicialmente era vista de forma marginal, passou a ser considerada como potencial. Diante deste cenário, as empresas precisam se preocupar com as estratégias que devem adotar para obter alta performance emsuas vendas.

151

OBJETIVOS O objetivo deste trabalho foi identificar as mudanças do padrão de consumo do comércio eletrônico e do perfil dos consumidores, bem como situar o comportamento das empresas diante a este novo cenário.

JUSTIFICATIVAS A elaboração deste trabalho teve como motivação a necessidade de discutir o novo comportamento dos consumidores e como muitas empresas, ainda...
tracking img