Clientela da eja

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2689 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UM ESTUDO SOBRE CARACTERÍSTICAS DO JOVEM E DO ADULTO APRENDIZ: Por uma melhoria nos processos pedagógicos na EJA

LEANDRO FREITAS MENEZES1

Resumo: Neste artigo, propõe-se a discutir e a questionar quem é a clientela atendida pelo EJA (Educação de Jovens e adultos) e quais as suas características. Admitindo-se por hipótese que a falta dessa informação tem prejudicado aos educadores quanto àelaboração de métodos e de técnicas educacionais, a elucidação de tais questionamentos e a reflexão acerca dessas respostas seria uma grande contribuição para a melhoria do ensino na EJA. Palavras-chave: EJA; características da clientela; processos metodológicos Abstract: This article is proposed to talk and to question the one who is the customers attended by the EJA (Education of Young personsand adults) and which his characteristics. Being admitted by hypothesis that the lack of this information has been damaging to the educators as for the preparation of methods and of education techniques, that and the reflection about these answers would be a great contribution for the improvement of the teaching in the EJA. Key-worlds: EJA; characteristics of the customers; processes metodológicosIntrodução A EJA durante sua implantação no Brasil passou por diversas fases. Por conseguinte, em cada época figuraram ideologias e métodos diferentes para se trabalhar a alfabetização de jovens e adultos. Hoje, observando o passado, nota-se que muitos desses métodos não contribuíram satisfatoriamente para uma educação democrática, como por exemplo, as tendências tradicionais. Embora se tenhaessa consciência atualmente, o fantasma do ensino tradicional ainda ganha muitos adeptos entre os educadores. Assim, com vista a mostrar que esse tipo de tendência priva a aproximação e a troca de saberes entre professor e aluno, procurar-se-á confrontá-la com os métodos dialógicos de Paulo Freire que sugerem essa necessidade e, em consequência disso, contribuem melhor com a EJA. Nesse sentido, como propósito de assinalar a importância “desse conhecer” o aluno, será
1

Licenciado em Letra/Português pela UFES. Especialista em Língua Portuguesa e Literatura Brasileira / Línguística Aplicada na Educação pela UCAM. Emails: leandrofm.icm@hotmail.com / leandrofreitasmenezes@yahoo.com.br.

1

divulgada uma pesquisa elaborada pela prefeitura de São Paulo como preparativo para montar umaproposta pedagógica. Tal exemplo, pode e deve servir de base para estimular outras entidades e educadores. 1. Síntese da história da EJA no Brasil A EJA, no Brasil, passou por diversas fases. A UNESCO/MEC (2005) mostra que as discussões tiveram início entre a década de 60 e 70, com o relatório de Paulo Freire A educação de Adultos e as Populações Marginais: o problema dos mocambos, dando origem ànoção de “Educação Popular”. Freire teve a oportunidade de disseminar suas ideias pelo Plano Nacional de Alfabetização, o qual foi coordenador, durante o governo populista e o modelo educacional da época seguia as bases propostas pelo teórico. No período militar, a ideologia de Paulo Freire foi proibida e é lançado o MOBRAL (Movimento Brasileiro de Alfabetização) e, algum tempo depois o sistema deensino supletivo. Em 1988, a Constituição Federal garantia a obrigatoriedade da EJA. Com as intervenções internacionais o governo teve de posicionar-se em relação à EJA e passou a articular e medir ações alfabetizadoras, ficando estas políticas a cargo dos estados e municípios. Mas foi com a LDB (Lei 9394/96) que se perde a noção de Ensino Supletivo e a EJA caracteriza-se como uma modalidade daEducação Básica. Definir todas as concepções da EJA torna-se nitidamente complexo. Dessa forma, a EJA deve ser pensada como um modelo pedagógico próprio, com o objetivo de criar situações de ensino-aprendizagem adequadas às necessidades educacionais de jovens e adultos, englobando suas três funções: a reparadora, a equalizadora e a permanente (PARECER 11/00 da CEB/CNE).

2. Quem são os alunos da...
tracking img