Cep-controle estatistico de processo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1317 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Controle Estatístico de Processo | 6 de novembro
2012
|
Obviamente há diferenças entre ferramentas estatísticas e seus graus de profundidade de analises. As ferramentas apresentadas neste estudo têm por definição mostra um sistema simples de calculo que é aplicável no dia-a-dia das empresas e com nível de confiabilidade para tomada de decisões | Controle estatístico e suas Aplicações |Engenharia Ciclo Básico Unip Jundiaí

Alunos: Cesar de São Pedro Pereira----RA: A3869C8 Turma: EB4R44
Jennifer Cristina Ramos--------RA: B105GA8 Turma: EB3P44
Evandro Correa-----------------RA: B144EG8 Turma: EB3P44
Angélica Ribas de Souza-------RA: SA81BHJ4 Turma: EB4P44
Danilo Mantovani de Souza----RA: A936149 Turma:EB4P44

Controle Estatístico de Processo
Cartas de Controle
* Composição das Cartas de Controle
* Media e Tolerância Central
* Limites de Controle
* Analise dos dados amostrais de uma carta
Capabilidade do Processo
Cp e Cpk
Projeto

Introdução
Neste trabalho iremos tratar de um dos Métodos Estatísticos para o controle e Melhoria da Qualidade nos Processos Produtivos. EsteMétodo é o Controle Estatístico de Processo (CEP) e sua aplicação em uma empresa.
O Controle Estatístico de Processos (CEP) é uma ferramenta da qualidade utilizada nos processos produtivos (e de serviços) com objetivo de fornecer informações para um diagnóstico mais eficaz na prevenção e detecção de defeitos/problemas nos processos avaliados e, conseqüentemente, auxilia no aumento daprodutividade/resultados da empresa, evitando desperdícios de matéria-prima, insumos, produtos, etc.
Seu Fundamento essencial é Acompanhar os processos através do comportamento das estatísticas de suas saídas, separando as causas naturais das especiais de variações e tomar ações de correção quando uma dessas causas é detectada através das Cartas de Controle.
Processo – é a combinação necessária entre o homem,os materiais, as máquinas, os equipamentos e o meio ambiente para fabricar um produto qualquer. Mais especificamente, um processo é qualquer conjunto de condições ou conjunto de causas (sistema de causas) que trabalham simultaneamente para produzir um determinado resultado;
Cartas de Controle: É uma representação gráfica de uma característica, foram criadas por Walter Shewhart ainda na década de20, tendo seu uso sido difundido posteriormente por Edward Deming nas décadas de 50 e 60.
O fundamento das Cartas de Controle é de manter o controle de um processo através do acompanhamento do comportamento de uma ou varias medidas importantes.
A Figura 1 exibe um tipo de gráfico de controle de uma determinada característica de uma qualidade em uma amostra do processo (por exemplo, um diâmetrotorneado, o tempo de atendimento, o total das vendas diárias de uma região, uma temperatura etc.

Figura 1.1

Figura 1.2
A Carta de Controle é composta pela Media ou Media de Tendência Central Limite Superior de Tolerância, Limite Inferior de Tolerância, Limite Superior de controle (LSC) e o Limite Inferior de Controle (LIC).
Media ou Media de Tendência Central (X).
A Média é um valor típicoou representativo de um conjunto de dados representado pela letra X. Como esses valores típicos tendem a se localizar em um ponto central, dentro de um conjunto de dados ordenados segundo suas grandezas as medias também são denominadas medidas da tendência central geralmente também representada por uma linha no centro da Carta de Controle.
A média é o somatório dos valores encontrados doselementos e dividido pela quantidade de elementos representada pela letra “N”:
X=X1+X2+X3+…XNN

Limite Superior de Controle – LSC e Limite Inferior de Controle – LIC
Estes limites são determinados pelos resultados estatísticos da amostra e seu tamanho. Estes limites não são as especificações do processo e não podem ser substituídas pelas mesmas.
Os Limites de Controle para as médias serão então...
tracking img