Case cvc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3899 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO:
O presente trabalho nos leva a cerca de quatro décadas atrás quando Guilherme Paulus e um ex-deputado fundaram uma empresa de turismo, após quatro anos de tentativas o segundo vendeu sua parte para Paulus que passou a tocar praticamente sozinho, aquela pequena empresa, desnecessário dizer que foi a melhor escolha feita em toda a sua vida, pois 40 anos depois esta mesma setornou uma das maiores empresas de turismo do mundo.
Buscamos informações sobre a trajetória de Paulus e a CVC¹ em uma edição da revista exame de 2012 cujo conta resumidamente a historia dos personagens aqui estudados e em diversos sites que possuem informações a respeito. Buscamos adequar as informações obtidas nas matérias que estão por nós sendo estudados no 3° semestre do curso deAdministração de Empresas, que são: Psicologia Organizacional falando da liderança e do empreendedorismo de Guilherme Paulus e indo mais a fundo sobre a resistência dos funcionários frente a nova administração e QVT, Economia indo em direção a abertura do Capital e como a CVC conseguiu progredir com a entrada do plano real na economia brasileira, Matemática Financeira pegamos informações do artigo darevista Exame e criamos situações utilizando os cálculos aprendidos no decorrer do semestre, Direito Empresarial mostrando o tipo de sociedade e a legislação vigente para as empresas de turismo e em Estatística mostramos por meios dos gráficos o crescimento da empresa e da classe média, maior volume de clientes da CVC.











2. PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL

O caso escolhidofoi o da Empresa de Turismo CVC. Há 40 anos, no ano de 1972, o empresário curitibano Guilherme Paulos fundou uma pequena agência de turismo CVC. O início claro foi marcado pela precariedade dos primeiros passos de um empreendedor de bolso vazio. De lá pra cá nenhum brasileiro ganhou tanto com turismo quanto a CVC. Hoje esse fenômeno atingiu um valor beira 4,5 Bilhões de reais no mercado.
Omercado do turismo é de grande atração às pessoas. Isso justifica o empreendimento da CVC. O empresário decidiu que o cliente alvo seria diferente dos tradicionais, os ricos. Como poderia haver então um mercado de turismo para os pobres ou de classe média?
Enquanto as empresas concorrentes preocupavam-se com ricaços endinheirados que passariam férias em Paris, Paulos decidiu que seupúblico alvo seria a Classe C ou classe média baixa que tanto sonhavam em conhecer as belezas que o nosso Brasil teria a oferecer.
Tornando os pacotes turísticos mais acessíveis, o empresário deteve um alcance maior de potenciais clientes. Com isso, mais vendas podem acontecer, fazendo com que a empresa tenha um maior lucro e cresça mais.

2.1 Mudança Organizacional


Entre as mudançasuma foi a evolução do conceito em viajar. Viajar pela CVC hoje representa um status muito mais conceituado do que no surgimento da agência. Como toda empresa, ela busca aliar a qualidade do serviço com o preço baixo. Nisso, atinge e conquista muito mais clientes do que empresas turísticas tradicionais.
Em 2009, depois de 40 anos a frente da CVC Paulos concluiu que o melhor caminho para oseu patrimônio seria passa-lo ao comando de um fundo que levasse a gestão a outro patamar. A empresa que assumiu fez claro uma série de mudanças, causando assim diversos atritos com antigos funcionários e donos de lojas.
A mudança de gestão ocorre quando a empresa conscientiza-se das diferentes diretrizes possíveis de gerência. Mesmo assim, funcionários com mais tempo de casa podem se sentirdesconfortáveis com o novo modo de gerência, o que, por sua vez, causa mal estar na relação entre gerente e empregado.

2.2 Resistencia


O funcionário têm uma resistência (relutância), e desconfiança naturais em relação a mudanças na gestão, tanto a regras quanto a novos regulamentos. Estes, habituados ao modo de gestão anterior inclusive programas de QVT podem ser resistidos pelos...
tracking img