Cartilha

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5257 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]




UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA – UNAMA

CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE

CURSO: PSICOLOGIA







ALANA CAROLINA SANTA MARIA SOUZA

BRUNO FREITAS LOPES

CLÍVIA PINHEIRO SANTANA

LARISSA DOS SANTOS TAMANQUEIRA

PAULA FALCÃO BASTOS

SUANNE CRISTINA QUEIROZ AZEVEDO
















1- Apresentação




Estemanual tem por objetivo informar aos profissionais de educação, sobre o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH), e como este pode afetar a aprendizagem, as relações interpessoais e o processo de inclusão no contexto escolar.

É de extrema importância levar conhecimento sobre o TDAH às pessoas e mostrar a relevância do papel do Psicólogo nesse contexto, bem como o papelfundamental do professor que integra e inclui a pessoa com necessidades especiais (PNE) no processo de ensino-aprendizagem.

Neste manual encontram-se informações que auxiliarão os profissionais da educação a lidar com as dificuldades do TDAH ao obter conhecimentos sobre: aspectos conceituais, causas, sintomas, diagnóstico e tratamento, implicações educacionais, além de orientações de manejopara lidar com o aluno com TDAH.










2- Conceito

Até o final da década de 60, construiu-se um acervo muito rico sobre o TDAH, mostrando que não é uma invenção para vender remédios, ou então uma desculpa para os pais que não souberam educar seus filhos tachados como “mimados”. É transtorno que acompanha a vida toda do sujeito, sem uma causa específica, não existe cura,e é imprescindível seu tratamento com uma equipe multidisciplinar (médicos, psicólogos, pedagogos, fonoaudiólogos, entre outros profissionais), para a melhora da qualidade de vida dos portadores. A comprovação disso é que é um transtorno reconhecido pelo CID-10 (Classificação Estatística Internacional de Doenças e problemas relacionados a Saúde 10ª revisão) que é classificado no grupo deTranstornos Hipercinéticos e pela Associação Médica Americana, que em 1998 citou:

O TDAH é um dos transtornos mais bem estudados na medicina e os dados gerais sobre sua validade são muito mais convincentes que a maioria dos transtornos mentais e até mesmo que muitas condições médicas. (MATTOS, 2003, p.17).

Smith e Strick (2001) apontam para os diversos estudos realizados quetêm demonstrado que esse transtorno ocorre em cerca de 3 a 7% das crianças, já na idade adulta foi encontrado em 4% das pessoas. Suas principais características a desatenção, agitação e impulsividade. Caracteriza-se também como um distúrbio do desenvolvimento adequado da inibição e da modulação das respostas, melhor dizendo, do autocontrole.
“O TDAH é um problema de saúde mental”(WAINSZTEIN, 2005, p. 85) e requer diagnóstico adequado, pois um erro prejudica a vida do sujeito que acaba recebendo o tratamento incorreto. Hoje em dia há uma conscientização e melhora no diagnóstico devido a uma lista de sintomas.




3- Perspectiva Histórica do TDAH

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) foi descoberto no século passado e já recebeu diversosnomes, como: “Disfunção Cerebral Mínima”, “Lesão Cerebral Mínima”, “Reação Hipercinética da Infância”, “Síndrome da Criança Hiperativa” e o mais recente “Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade”. Segundo Feio (2000) este assunto foi estudado no século XX por George Frederic Still em 1902, que realizou um estudo com 20 crianças que apresentavam comportamentos inaceitáveis, com o objetivo demudar tais comportamentos. Nesse estudo, Still especulou que a origem desse problema poderia ser biológico, e logo em seguida notou que membros da família das crianças eram portadores de problemas psiquiátricos, o que o levou a hipotetizar a genética.

Em 1937, Charles Bradley teve uma acidental descoberta que estimulantes, como a anfetamina, ajudavam crianças hiperativas denominadas de...
tracking img