Cartilhas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1283 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AS PÁGINAS AMARELADAS DE UMA CARTILHA

Roseli Schabarum

RESUMO: Este artigo busca analisar uma cartilha, um dos primeiros materiais pedagógicos para os professores das escolas de séries iniciais. A análise basea–se, fundamentalmente, em Amâncio (2002) e outros que já analisaram cartilhas. Detém-se
, apenas, em apresentar características da cartilha “Queres Ler”, quanto a sua organização eos métodos oferecidos aos professores que a utilizaram. Concluo o trabalho, tecendo algumas observações a cerca do que o material didático analisado, sob os aspectos positivos e negativos referentes ao seu uso.

Palavras- chaves: cartilhas, aprendizagem.

INTRODUÇÃO

“Para que aprender a ler e escrever?Uma das respostas possíveis – ou talvez
a única – seja: “Para aprender a ler e
escrever”.
(MORTATTI, 2000. p.7)As cartilhas surgiram muito tempo antes das aulas de alfabetização nas escolas. Foi o primeiro material impresso no processoinicial de ensino e aprendizagem da leitura e escrita. Ficaram conhecidas no Brasil desde a época colonial e foram utilizadas nas escolas para ensinar a ler e a escrever desde o século XIX. Seu conteúdo limita-se a apresentação do alfabeto em grupo de letras para a formação de sílabas, frases e de textos.
Segundo Barbosa, citado por Amâncio (2002, p. 14)
“a cartilha é um recurso didático que foiincorporado ao processo de ensino da leitura e da escrita como algo “natural”. Usada como único recurso ou apenas como material complementar, ela tem sido como um instrumento indispensável em sala de aula, para a grande maioria dos professores.”
Neste trabalho, analisaremos a cartilha “Queres Ler?” ·, pois foi um material didático utilizado, no processo inicial da alfabetização, por váriosprofissionais de ensino ao longo de vários anos, principalmente, na primeira metade do século XX.
Pretendemos, ao longo desse trabalho, apresentar como a cartilha era organizada e quais eram os aspectos positivos e negativos quanto ao ensino da leitura e da escrita. Queremos chegar, ao final desse trabalho, a um posicionamento crítico diante do uso desse tipo de material, uma vez que, existem váriasopiniões em torno do mesmo.

DESCRIÇÃO DA CARTILHA

A cartilha “Queres ler?”, aprovada no ano de 1924, pela comissão de exames e de obras pedagógicas, foi adaptada a língua portuguesa pelas gaúchas, Olga Akuan Gayer e Branca Diva Pereira de Souza. Essa adaptação dá-se a partir do primeiro livro de leitura escrita do professor uruguaio, Jose Henriques Figueira, com o objetivo de trabalhar aespontaneidade, autonomia e correção natural das matérias e dos métodos intuitivos e analítico-sintético fônico e palavras fundamentais.
O objeto de análise desse trabalho apresenta o formato de 18 cm por 13 cm e é constituído por 122 páginas amareladas, que, fundamentalmente, apresentam as vogais e as consoantes por ordem alfabética, sílabas e sentenças simples. As 122 páginas estão organizadasem quatro partes, conforme o “índice para servir de guia ao professor”.
A primeira parte, isto é, o primeiro capítulo da cartilha, limita-se a apresentar palavras de uma a quatro letras, ou seja, palavras monossilábicas e dissilábicas, de sons simples e duplos, ponto final, vírgula e traço de união, letra minúsculos e frases “com as dificuldades vencidas”. Além disso, vale ressaltar que cada...
tracking img