Campylobacter

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2265 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS MICROBIOLOGIA DOS ALIMENTOS

CAMPYLOBACTER spp.
Aluna: Milena Maia Professora: Celiane Gomes

Recife, 2012.

Histórico

1886

• Descrito pela primeira vez por Escherich

1960 - 1970

• Identificação de Campylobacter como agente responsável por gastroenterite no homem •Reclassificação por Veron e Chatelain gênero Campylobacter • Skirrow faz isolamento de Campylobacter e confirma papel patogénico • Campylobacter reconhecida como a causa ou umas das causas mais frequentes de gastroenterite bacteriana no Homem

1977

1980

Gênero Campylobacter
 Origem do nome
Kampylos → Encurvados Bacter → Bactéria

 Família Campylobacteriaceae
 Cerca de 14 espécies

C.jejuni, C. coli e C. lari - gastroenterite em humanos

 Características gerais:
 Gram – negativos;

 Quimiorganotróficos, obtém energia a partir de:
 Aminoácidos ;  Componentes intermediários do ciclo do ácido tricarboxílico  Catalase variável e oxidase e redução de nitrato positiva

Gênero Campylobacter
Características em culturas jovens:
 Forma de bacilos curvos ou espiralados; Muito finos e compridos (0,2 a 0,5nm de largura 0,5 a 5nm de comprimento)  Móveis com único flagelo polar (2 a 3x tamanho da célula);
 Movimento

em forma de “saca rolha” ou “ vaivém”

 Morfologia aos pares: “asa de gaivota”

Características das culturas de vários dias:
 Adquire morfologia cocóide  Não formam esporos

Figura 1.0 Transformação de bacilo em cocóide Fonte: Kusters,J.G. et.al., 1997.

Legenda: 1. Catalase; 2. Oxidase; 3. Hidrol do hipurato; 4. Indoxil acetato esterase; 5. Uréase; 6. H2S (TSI); 7. Crescimento a 25°C; 8. Crescimento a 42°C; 9. Crescimento na presença de 1,5% de bile; 10. Crescimento na presença de 2% de bile; 11) Crescimento na presença de 1% de glicina; 12. Crescimento na presença de 0,1 % de permanganato de potássio.
Fonte: Allos &Taylor, 1998.

Fatores de crescimento
 Oxigênio
Microaerófilo → Concentração ótima de 5 a 6% → Concentração de inibição 15%

 CO2
Capnofílico → Requerer cerca de 10% Termofílicos (C. jejuni, C. coli e C. lari) Ótima 42°C Máxima 47°C

 Temperatura
Mínima 30°C

Fatores de crescimento
 NaCl
 Altamente sensíveis a NaCl → variável em função da T°C Inibição NaCl 2% T°C 30°C ou 35°C 1%Sensibilidade NaCl T°C 4°C

 pH
Mínima 4,9 Ótima 7,0 Máxima 9,0

 Aw
 Atividade de água mínima → 0,98

Epidemiologia
 Brasil

 Poucos estudos sobre a incidência;
 Segundo Scarcelli et. al. (2005) → 25% dos casos de diarreia em São Paulo estão relacionadas a campilobacteriose  Maior causa de quadros de diarreia crônica e/ou aguda em humanos, superando, em alguns países, os casosalimentares

causados por Salmonella sp.
 São frequentes os relatos de infecções em crianças menores de 2 anos de

países em desenvolvimento (WHO, 2009).

Transmissão
Transmissão via direta
 Contaminação através do contato direto com animal contaminado;
 C. jejuni e C. coli podem ser transmitidos por portadores com infecções ativas

Transmissão via indireta
 Ingestão de água ealimentos contaminados
 Principais fontes de contaminação: frango e leite cru, além de carne bovina e suína

Transmissão

Transmissão
Figura 2.0 Mecanismo de transmissão

Fonte: Nature Reviews Gastroenterology & Hepatology, 2011

Patogenia
 Enteropatógeno;

 Em alguns casos invade a corrente sanguínea;
 Devido as várias espécies o gênero Campylobacter pode causar enfermidadesem diferentes órgãos de diferentes espécies de animais;  Espécies termofílicas de

Campylobacter
em humanos,

são

responsáveis por uma série de patologias e quadros clínicos
de origem alimentar como:

Campilobacteriose, Síndrome
Artrite reativa

de Guillain –Barré e

Patogenia
 Principais mecanismos das causas das doenças: Adesão → Invasão → Produção de
Multiplicação...
tracking img