Camilo castelo branco e a sua obra "a mulher fatal"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1275 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Camilo Castelo Branco


e a sua obra:
“A Mulher fatal”

Índice
Biografia de Camilo Castelo Branco3
A obra de Camilo “A Mulher fatal”4
Bibliografia6

Biografia de Camilo Castelo Branco
Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco nasceu em Lisboa, a 16 de Março de 1825 e morreu em São Miguel de Seide, a 1 de Junho de 1890. Foi um escritor português, um romancista, além de cronista,crítico, dramaturgo, historiador, poeta e ainda tradutor. Teve uma vida atribulada, passional e impulsiva, uma vida tipicamente romântica. Foi o primeiro escritor de língua portuguesa a viver exclusivamente dos seus escritos literários.
Era filho de Manuel Joaquim Botelho Castelo Branco e de Jacinta Rosa do Espírito Santo Ferreira. Ficou órfão de mãe quando tinha um ano de idade e de pai aos dezanos, o que lhe criou um carácter de eterna insatisfação com a vida. Com apenas dezasseis anos, Camilo casa com Joaquina Pereira de França e instala-se em Friúme; sendo este um casamento tão precoce, não dura muito tempo. No ano seguinte prepara-se para ingressar na Universidade. A sua personalidade instável e irrequieta leva-o a amores muito aventurosos e agitados (Patrícia Emília). Camiloabandona Patrícia em 1848, fugindo para casa da irmã. Tenta então o curso de Medicina no Porto mas não o conclui, optando depois por Direito. A partir de 1848 faz uma vida de boémia e repleta de paixões, dedicando-se entretanto ao jornalismo. Apaixona-se então por Ana Plácido, esta tornara-se mulher de um negociante de seu nome, Pinheiro Alves. Camilo seduz e rapta Ana Plácido e, depois de algum tempo,são capturados e julgados pelas autoridades. Depois de absolvidos do crime de adultério, Camilo e Ana Plácido passam a viver juntos. Quando Pinheiro Alves falece, o casal vai viver para a sua casa, em São Miguel de Seide. Em 1885 é-lhe concedido o título de visconde de Correia Botelho e posteriormente e a 9 de Março de 1888 casa-se finalmente com Ana Plácido. Camilo passa os últimos anos da sua vidaao lado de Ana Plácido, não encontrando a estabilidade emocional por que ansiava. As dificuldades financeiras, e os filhos dão-lhe enormes preocupações: considera Nuno irresponsável e Jorge sofre de uma doença mental. A progressiva e crescente cegueira impede Camilo de ler e de trabalhar, o que o mergulha numa enorme raiva. Depois da consulta a um oftalmologista que lhe confirmara a gravidade doseu estado, em desespero, suicida-se.
A obra de Camilo “ A Mulher fatal”
Carlos Pereira nascera no Brasil e no mesmo ano morreram o seu pai e mãe, no Porto. Os seus tutores mandaram-no ir estudar para o Colégio da Formiga. Aos nove anos foi para aquele colégio, órfão e ainda a chorar. Mas isto foi lhe passando, passados seis meses já tinha ultrapassado tudo isto.
Depois de doze anos de colégiodeclarou ao seu tutor que não voltava mais lá. Neste tempo viu e falou com Laura, que já lhe tinha sido apresentada há uns tempos atrás pelo seu amigo Luís, irmão dela. Laura vinha duma família muito rica, a família Carvalhais. Carlos Pereira era bastante pobre, mas muito bom moço e depois de a conhecer bem apaixonou-se por ela, foi o seu primeiro amor. Laura, ao saber, por seu irmão, que Carlosestava apaixonado por ela disse-lhe logo que não queria nada com ele, não por causa do seu enorme nariz, nem pela falta de dinheiro que ele tinha, mas sim porque não o amava, Laura já tinha o seu amante. Carlos ficou de rastos, ficou completamente á toa. Chegou até a pensar em suicídio. Escondia-se todas as noites á beira da casa de Laura, só para ouvi-la e vê-la cantar. Não comia, não dormia… Asua sorte era ter o seu amigo Luís, que o ajudava a ultrapassar tudo isto.
Luís, ao ver que Carlos já não aguentava mais tal sofrimento sugeriu-lhe ir para a quinta de um amigo, só durante algum tempo. Carlos assim fez, saiu do Porto e foi viver para a tal quinta, em Arcos de Valdevez. Carlos escrevia semanalmente a Luís, as primeiras cartas ainda mostravam muito sofrimento, mas com o tempo...
tracking img