Caderno de bovinocultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2362 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Criação da novilha

* Por que realizar ?
* Evitar perda de peso;
* Acelerar o desenvolvimento;

Criar X comprar

* Criar
* Escolher a própria genética ;
* Menor a entrada de doenças;
* Maximizar a propriedade ;

* Comprar
* Melhoramento genético;
* Menor uso de recursos para outras categorias;
* Especialização da propriedade em leite;Cuidados
* Quando inseminar?
* Idade X peso
* Controle do peso: * Balança ;
* Fitas ;
* Amostragem;

* Desenvolvimento da glândula mamária
* 80 a 90 kg: Desenvolvimento do sistema circulatório, matriz adiposa, hormônios: estrógeno, somatotropina
* 80 a 250 a 280 kg: crescimento da glândulaHormônios

* Alojamento e alimentação
* Boas pastagens
* Concentrado (maisuo menos 1% do peso vivo)

* Manejo pré-parto
* Inicia-se 3 a 4 semanas antes do parto
* Dieta;
* Manejo;
* Instalações;

Manejo de vacas leiteiras

* Ciclo de lactação
1ª fase: inicio (perda de peso B.E.N)
2ª fase: meio (fase de equilíbrio)
3ª fase: fim(B.E.P)

4ª fase: período seco fase de manutenção (5 semanas)
período seco pré-parto ou primeira fase de transição ( 3 semanas )

Período de transição: É as 3 primeira semanas do pré-parto e pós parto da vaca;
* Reestruturação da glândula mamária;
* Produção de colostro e leite;
* Parto;
* Recuperação do trato reprodutivo (involuçãouterina);
* Crescimento em novilhas;
* BEP

* Período seco
* Fase de manutenção: pasto
Fase de pré-parto: reincorporar os concentrados (3 a 5kg )
Entrada na segunda fase de transiçao quando inicia a lactação (BEM)

OBS: a segunda fase do período de transição é a primeira fase do período de lactação.

* Processo de secagem
* Métodos : *Menor numero de ordenhas ;*Restrição hídrica (fornecer água apenas a noite);
*Menor qualidade e quantidade de alimentos ;

* Terapia vaca seca
* Tratar todas as vacas
* Tratar todos os quartos da vaca contra mastite ;
* Tratar quartos com mastite

* Aditivos do período de transição
* Propilenoglicol (300 a 500 ml)
* Niacina vitamina B3 ( 6 A 12 g)
*sais aniônicos ( 200 a 250 g )
* gorduras protegidas (250 a 500 g )
* 20 a 25 l / dia

Doenças dos bovinos de leite
* Mastite
* Causas:bactérias, fungos, leveduras
* Tipos de mastites:
Quanto aos sinais clínicos
- Clinica;
- Sub clínica;
* Quanto à transmissão
- Contagiosa;
- Ambiental;
*Clinica
Sinais clínicos no quarto leiteiro
Sucesso do tratamento: 40 a 50%

* Sub clínica
Branda e de difícil detecção
Persistente
Por que controlar? por que é uma fonte de infecção e também é um futuro caso clinico

* Contagiosa
Streptococus agalactie
Staphylococus aureus
Presente na pele
*previne-se separando a vaca contaminada do rebanho, evitando usar materiais comotoalhas de papel em mais de uma animal na hora da ordenha, etc.

* Ambiental
Streptococus uberis
Streptococus dysgalactie
Coliformes fecais
Desenvolvimento da doença
Entrada: é dada pelo esfíncter
Multiplicação: nos alvéolos

Manifestações
Física
Química
Biológica
Celular

Diagnostico
Clinico: toque
Caneco preto

Controle
Uso de equipamentos corretos
Sequenciade ordenhas
Desinfecção do úbere
Tratar vacas secas
Descarte de animais cronicamente infectados
Vacinas: vitafort, mastiplus


* Retenção de placenta

Fatores para o desenvolvimento:
Stress
Parto distrócico
Hipocalcemia
Distúrbios hormonais
Doenças
Vacas velhas

Conseqüências
Atraso na involução uterina
Metrites
Maior intervalo...
tracking img