Cabos submarinos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
| INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DA PARAÍBA |
| COORDENAÇÃO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIAEM SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES |

|
Thiago Pierre Mota de AlencarNome do Autor |
Milton Alves de Lima
|
Título do Trabalho de Conclusão de CursoCabos Ópticos Submarinos |
|
João Pessoa, 2011. |

Thiago Pierre Mota de AlencarMilton Alves de Lima |
|Cabos Ópticos Submarinos |
|
| Trabalho submetido à professora Rossana Moreno do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, como parte dos requisitos para a obtenção da aprovação da disciplina de Comunicações Ópticas. |
|
Orientador: | Nome do OrientadorRossana Moreno |
|
|
João Pessoa, 2012. |

RESUMO
O primeiro cabo submarino notificado nomundo foi um cabo telegráfico implantado na Inglaterra, no ano de 1851. No Brasil o primeiro cabo submarino foi instalado pouco tempo depois em 1857, e fazia parte da primeira rede telegráfica brasileira. Após os cabos telegráficos, surgiram outros tipos de cabos, sempre evoluindo suas tecnologias em busca de maior capacidade de transmissão e distância atingida. A comunicação a longadistância teve seu inicio efetivamente por volta de 1988.
As principais redes de cabo submarino com presença no Brasil entraram em funcionamento em meados dos anos 2000, e são elas: Americas II, Atlantis – 2, Sam -1 da Emergia, SAC da Global Crossing, 360 Network da Globenet e a Unisur.
A implantação de uma rede óptica requer recursos e tecnologias de ponta, para suportar as adversidades dosmeios físicos onde serão implantadas. Os sistemas de comunicação ópticos submarinos possuem alta capacidade de transmissão e atingem longas distâncias. O cabo submarino ao chegar ao continente, entra na Estação Terrena, local onde se localizam os equipamentos responsáveis pela regeneração e multiplexação dos sinais. A Estação Terrena e os POPs (Pontos de Presença), que são estações terrenasavançadas, são projetados com níveis elevados de segurança, garantindo o perfeito funcionamento da rede, em um desses dois ambientes é instalado o NOC, central que permite o controle de tráfego, vigilância de sinais, identificação e manutenção de problemas no sistema.
A estrutura utilizada nesses sistemas é a Anel, pois, ela oferece condutividade em toda a sua circunferência, possuicaracterísticas de auto-fechamento e bidirecionalidade. Este modelo de rede utiliza o sistema SDH para manter o tráfego. Para a detecção de falhas o padrão mais utilizado é o ITU, que permite identificá-las através do roteamento do tráfego.
O WDM é uma tecnologia de multiplexação de dados, que permite aumentar a capacidade de transmissão de dados, sem que seja necessária a troca das fibras.A rede SDH é um conjunto de equipamentos e meios físicos de transmissão quem compõem um sistema digital síncrono de transporte de informação, e oferece multiplexação e proteção. DWDM é o sistema que torna possível transmitir vários sinais em diferentes comprimentos de onda característicos. Os amplificadores ópticos servem para compensar as perdas dos cabos devido à atenuação do sinal.Existem dois tipos de cabos submarinos. O cabo submarino Típico 1 é utilizado ainda no oceano, já o Típico 2, é utilizado na plataforma.

Palavras-Chave: Cabos Ópticos Submarinos, Fibras Ópticas, Interconectividade, Capacidade de Transmissão
LISTA DE ILUSTRAÇÕES

Figura 1 - Representação de uma estação de terra.................................................................9Figura 2 - Cabos intercontinentais da América do Sul............................................................13
Figura 2.1 - Mapa mundo dos cabos submarinos.....................................................................13
Figura 3 - Cabo Submarino Típico 1........................................................................................14
Figura 3.1 - Cabo Submarino Típico...
tracking img