Bullyng

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3300 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Um problema mundial, o Bullyng pode ocorrer em qualquer ambiente onde há interação entra as pessoas, escolas, faculdades/universidades, local de trabalho, entre familiares ou vizinhos. O termo Bullyng vem da língua inglesa (bully = valentão) e se refere a todas as formas de atitudes agressivas, verbais ou físicas, intencionais e repetitivas, que ocorrem sem motivação evidente esão exercidas por um ou mais indivíduos, causando dor e angústia, com o objetivo de intimidar ou agredir outra pessoa sem ter a possibilidade ou capacidade de se defender, sendo realizadas dentro de uma relação desigual de forças ou poder.
As crianças ou adolescentes que sofrem bullying podem se tornar adultos com sentimentos negativos e baixa autoestima. Tendem a adquirir sérios problemas derelacionamento, podendo, inclusive, contrair comportamento agressivo. Em casos extremos, a vítima poderá tentar ou cometer suicídio. Muitos efeitos são semelhantes para quem ataca e é atacado: déficit de atenção, falta de concentração e desmotivação para os estudos.
Quando se trata de bullyng, é comum pensar que há apenas dois envolvidos: a vítima e o agressor. Mas os especialistas alertam para umterceiro personagem fundamental: o espectador. Por isso é tão importante conhecermos as atitudes características de cada um deles em caso de violência entre os jovens.

VÍTIMA
Costuma ser tímida ou pouco sociável e foge do padrão do restante da turma pela aparência física, comportamento ou religião. Pode se mostrar insegura e quando agredida fica retraída e sofre, tornando-a um alvo aindamais fácil.
Jovens vítimas de bullyng podem desenvolver doenças como angústia, ataque de ansiedade, transtorno do pânico, depressão, anorexia e bulimia, além da fobia escolar e problemas de socialização. A situação pode ainda levar ao suicídio. Adolescentes que foram agredidos correm o risco de se tornar adultos ansiosos, depressivos ou violentos, reproduzindo em seus relacionamentos sociaisaqueles vividos no ambiente escolar.

AGRESSOR
Atinge o colega com repetidas humilhações ou depreciações porque quer ser mais popular, se sentir poderoso, e obter uma boa imagem de si mesmo. É uma pessoa que não aprendeu a transformar sua raiva em diálogo e para quem o sofrimento do outro não é motivo par ele deixar de agir. Pelo contrário, se sente satisfeito com a reação do agredido, supondoou antecipando quão dolorosa será aquela crueldade vivida pela vítima. Normalmente, mantém esse comportamento por longos períodos e, muitas vezes, quando adulto, continua depreciando outros para chamar a atenção. Tanto o agressor quanto a vítima tem dificuldades de sair de seu papel e retomar valores esquecidos ou formar novos.

EXPECTADOR
Nem sempre é reconhecido como personagem atuante emuma agressão, é fundamental para a continuidade do conflito. O espectador típico é uma testemunha dos fatos: não sai em defesa da vítima nem se juta aos agressores. “O espectador pode ter senso de justiça, mas não indignação suficiente para assumir uma posição clara”, afirma Luciene Tognetta, da Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Também considerados expectadores,há os que atuam como uma plateia ativa, ou uma torcida, reforçando a agressão, rindo ou dizendo palavras de incentivo.


Palavra de especialista [Quebra Suave]
Está claro e é uníssono entre os pesquisadores da área que atos de bullying podem ter causas relacionadas a ambientes familiares agressivos. Justamente por isso, gestores e professores precisam construir na escola um ambientesócio-moral baseado no respeito e em um relacionamento sadio. “É necessário que a escola pare de culpar as famílias por todos os problemas que enfrenta e busque uma revisão interna sobre a organização do ambiente escolar”, alerta Adriana Ramos, pedagoga e doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
A própria inclusão das famílias pode ser uma estratégia de combate ao...
tracking img