Bruxas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3266 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Industrialização: Inovações e as condições dentro das fábricas e residências.


Vanessa[1] S. da Paixão (UFMS) vanessa_endomoto@hotmail.com


Resumo.

O presente trabalho apresenta os acontecimentos da Revolução Industrial, retratando suas criações, a mudança no trabalho artesão, para o trabalho industrial, o aperfeiçoamento de mão-de-obra e a produção em serie. Entretanto, não sómostrará as mudanças feitas pela industrialização nos bens de serviços, porém na vida da população, que vem dos campos para as áreas urbanas, com o objetivo de trabalhar nas fábricas, afim de, conseguir melhorias de vida. No entanto, o que encontram é apenas miséria, lugares imundos para habitação e trabalho de exploração semanalmente para ganhar em troca um prato de comida.
Palavras Chave:Industrialização, fábricas e Miséria.

I. Introdução.
O artigo tem por objetivo fazer uma relação entra as questões encontradas no Texto de Eric Hobsbawm, que mostra o inicio da Revolução Industrial, seus aspectos, e suas invenções, com o texto de Friedrich Engels e Alan Corbin, que mostra as transformações das cidades, a vinda das pessoas do campo, atrás de melhorias de vida e o que elas iram encontrar como trabalho nas fábricas. No entanto, encontram apenas uma situação de exploração em seus lares, vivendo no meio de animais, em apenas pequenos cômodos, em casas amontoadas umas as outras.

II. Revolução Industrial e a situação vivida nas “Fábricas” e “Residências”.

Eric Hobsbawm em seu livro “A Era das Revoluções” descreve sobre a Revolução Industrial e seus respectivosacontecimentos. Já o texto de Friedrich Engels e Alan Corbin mostra as situações que os trabalhadores da época da Revolução Industrial vivida tanto na Inglaterra, como na França, passavam dentro das fábricas, nas ruas e em suas residências.
A Revolução Industrial, não se fez sentir de maneira notável logo de inicio, foi a partir da década de 1830 que a literatura e as artes começaram a ser abertamenteobservadas pela sociedade capitalista. Assim:

Até 1840 à grande corrente de literatura oficial e não oficial sobre os efeitos sociais da Revolução Industrial ainda não começaram a fluir: os Blue-books e as averiguações estatísticas na Inglaterra, o Tableau de L´état physique et moral dês ouvriers de Villermé, a obra de Engels “A condição da classe trabalhadora na Inglaterra”, otrabalho de Ducpetiaux na Bélgica, e dezenas e dezenas de observadores surpresos ou assustados da Alemanha à Espanha e EUA. (HOBSBAW, 2006, p. 50).

No entanto, foi apenas a partir da década de 1840 que a classe proletária e os comunistas, começaram a abrir caminho pelo continente. Assim, ate o próprio nome da revolução descreve sua demora em chegar à Europa, os socialistas ingleses efranceses só se inventaram por volta da década de 1820.

O que significa a frase “a revolução industrial explodiu”? Significa que a certa altura da década de 1780, e pela primeira vez na historia da humanidade, foram retirados os grilhões do poder produtivo das sociedades humanas, que daí em diante se tornaram capazes da multiplicação rápida, constante, e ate o presente ilimitada,de homens, mercadorias e serviços. (HOBSBAWM, 2006, p. 50).

A importância da Revolução industrial não esta apenas por terem acontecidos inovações, porém foi à primeira vez em que a humanidades deixa começa a produzir um crescimento auto-sustentável, até então isso não havia ocorrido, nenhum sociedade havia tentando transpor uma tecnologia pré-industrial.
Para o autor algunshistoriadores preferem chamar a Revolução Industrial de “Revolução acelerada”. Ela é considerada um dos acontecimentos mais importantes da sociedade. Assim, se tivesse que haver uma corrente seria o avanço comercial e industrial de Portugal a Rússia. O avanço da Inglaterra não se deveu a superioridade tecnológica e cientifica, ao contrário dos franceses que tinham sua ciência a frente dos ingleses. A...
tracking img