Bertrand

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4941 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Dúvidas filosóficas

Bertrand Russell

Dúvidas filosóficas
Bertrand Russell

Talvez fosse de se esperar que eu começasse pela definição de “filosofia”, mas, certo ou errado, não me
proponho a tal. A definição de “filosofia” variará segundo a filosofia que adotarmos; para começar, diremos
apenas que há certos problemas, julgados interessantes por certas pessoas, mas que não pertencem,pelo
menos até agora, a qualquer uma das ciências especiais. Esses problemas são de molde a levantar dúvidas a
respeito do que comumente se entende por conhecimento; e se as dúvidas requerem resposta, esta virá
unicamente por meio de um estudo especial, a que denominamos “filosofia”. Portanto, o primeiro passo para
definir “filosofia” está na indicação de tais problemas e dúvidas — e será tambémo primeiro passo no
verdadeiro estudo da filosofia. Entre os tradicionais problemas da filosofia, há alguns que não parecem merecer,
em minha opinião, tratamento intelectual, por transcenderem nossa capacidade cognitiva; desses problemas
não cuidarei. Existem outros, porém, para os quais, embora não seja possível encontrar-se solução definitiva
neste momento, pode-se indicar o rumo para umabusca de solução, e o tipo de solução que, em tempo oportuno,
venha a se revelar possível.
A filosofia origina-se de uma tentativa obstinada de atingir o conhecimento real. Aquilo que passa por
conhecimento, na vida comum, padece de três defeitos: é convencido, incerto e, em si mesmo, contraditório. O
primeiro passo rumo à filosofia consiste em nos tornarmos conscientes de tais defeitos, não afim de repousar,
satisfeitos, no ceticismo indolente, mas para substituí-lo por uma aperfeiçoada espécie de conhecimento que
será experimental, precisa e autoconsistente. Naturalmente, desejamos atribuir outra qualidade ao nosso
conhecimento: a compreensão. Desejamos que a área de nosso conhecimento seja a mais ampla possível. Isto,
no entanto, é mais da competência da ciência que da filosofia.Um homem não vem a ser necessariamente
melhor filósofo graças ao conhecimento de maior número de fatos científicos; são os princípios e métodos, e as
concepções gerais, que ele deva apreender da ciência, caso a filosofia seja matéria de seu interesse. A missão
do filósofo é, a bem dizer, a segunda natureza do fato bruto. A ciência tenta agrupar fatos por meio de leis
científicas; estas leis,mais que os fatos originais, são a matéria-prima da filosofia. A filosofia envolve uma
crítica — do conhecimento científico — não de um ponto de vista em tudo diferente do da ciência, mas de um
ponto de vista menos preocupado com detalhes e mais comprometido com a harmonia do corpo genérico das
ciências especiais.
As ciências especiais desenvolveram-se pelo uso de noções derivadas do sensocomum, tais como coisas e suas
qualidades, espaço, tempo e causalidade. A própria ciência tem demonstrado que nenhuma dessas noções
baseadas no senso comum presta-se completamente à explicação do mundo; nenhuma ciência tem atribuição de
empreender a necessária reconstrução de fundamentos. Isto deve ser matéria da filosofia. Quero dizer, desde
logo, que acredito ser este um empreendimento da maiorimportância. Acredito que os erros filosóficos nas
crenças do bom senso não somente produzem confusão na ciência, como também prejudicam a ética e a política,
em instituições sociais, e a conduta de todos na vida diária.

1

Dúvidas filosóficas

Bertrand Russell

Não faz parte de meu mister, neste volume, apontar os efeitos práticos de uma má filosofia: minha missão será
puramenteintelectual. Mas, se estou certo, as aventuras intelectuais já empreendidas têm efeitos em muitos
rumos que parecem, à primeira vista, bastante remotos em relação ao nosso tema. O efeito de nossas paixões
em nossas crenças constitui assunto favorito dos psicólogos modernos; porém o efeito inverso, de nossas
crenças sobre nossas paixões, também existe, embora não admitido por uma psicologia...
tracking img