Aves

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Origem e evolução
Os registros fósseis indicam que as aves evoluíram dos dinossauros terópodes durante o período Jurássico, por volta de 150-200 milhões de anos atrás, e a primeira ave conhecida é o Archaeopteryx do Jurássico Superior, cerca de 150-145 Ma. São conhecidas aproximadamente 10.000 espécies de aves no mundo. A primeira classificação das aves foi desenvolvida por FrancisWillughby e John Ray, no Ornithologiae de 1676. Carolus Linnaeus modificou a demoninação em 1758 para o sistema de classificação taxonômica atual. As aves estão posicionadas na classe Aves na taxonomia de Linnaeus.
Características Gerais
* Vertebrados
* Bípedes
* Homeotérmicos
* Ovíparos
* Possuem apêndices locomotores anteriores modificados em asas, bico, córneo e ossos pneumáticos* Habitat: estão em todos os ecossistemas do globo, do Ártico à Antártica
* O tamanho varia do Mellisug helenae de 5 centímetros ao avestruz de 2,75 metros.

Anatomia
À primeira vista, a maioria possui características semelhantes, elas andam sobre duas patas geralmente alongadas, têm asas, são cobertas por penas, têm bicos em vez de mandíbulas e voam, as únicas aves que não voam são ospinguins, avestruzes, emas, casuares e quivis. As aves também perderam os dentes e ossos da mandíbula e quase todos os ossos da cauda, e seus crânios são normalmente muito menores em relação ao tamanho do corpo. O esqueleto nas aves voadoras é leve enquanto aves mergulhadoras, como os pinguins e gansos-patola, precisam de esqueletos fortes para suportar a pressão debaixo d’água.

VooAdaptações ao voo:
No seu caminho evolutivo, as aves adquiriram várias características essenciais que permitiram o vôo ao animal.
Entre estas podemos citar:
* Endotermia;
* Desenvolvimento das penas;
* Aquisição de ossos pneumáticos;
* Perda, atrofia ou fusão de ossos e órgãos;
* Aquisição de um sistema de sacos aéreos;
* Postura de ovos;
* Presença de quilha, expansão do ossoesterno, na qual se prendem os músculos que movimentam as asas;
* Ausência de bexiga urinária.

O vôo das aves é um dos fenômenos mais incríveis do reino animal.
As aves voam tipicamente de duas formas: batendo as asas e planando. As duas formas dependem da forma e estrutura únicas da asa da ave, que inspirou o desenho de asas aeroplance nos tempos modernos.
A diversidade dos mecanismosde vôo nas aves é impressionante. Algumas aves de movimento lento como as heron podem bater suas asas somente duas vezes por segundo, enquanto outras como o beija-flor podem bater suas asas até 80 vezes por segundo.
Há muitas diferenças entre aves que refletem isto - o tipo de músculos de asas, o tamanho do coração e a velocidade de sua respiração, tudo isso varia dependendo de suascaracterísticas de vôo.
A forma e o tamanho da asa são especialmente importantes, e a proporção entre o comprimento e a largura da asa, é particularmente crucial.

Penas

As penas são exclusivas das aves, são estruturas epidérmicas peculiares, constituídas por um revestimento do corpo leve e flexível, mas resistente com inúmeros espaços aéreos úteis como isolante.
Protegem a pele contra o desgaste e aspenas finas, achatadas e sobrepostas das asas e da cauda formam superfícies para sustentar a ave durante o vôo. As penas são muito importantes no comportamento das aves. Os machos de muitas espécies têm penas coloridas e vibrantes que são usadas como sinais durante o acasalamento. Em contraste, as penas das fêmeas são frequentemente de cores apagadas, provavelmente para ajudar na camuflagem,evitando chamar a atenção de predadores para os seus ninhos e sua prole.

Bicos

O bico das aves diferenciou-se numa grande variedade de formas especializadas que lhes permitem apanhar diferentes tipos de alimentos, desde animais grandes a minúsculos componentes de plâncton.

Pés

Pés para poleiro
As aves que se empoleiram (um grupo que inclui mais de metade de todas as espécies...
tracking img