Atps psicologia - fases do desenvolvimento psicossexual.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1047 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1 FASE ORAL 3
2 FASE ANAL 5
3 FASE FÁLICA 6
3.1 Complexo de Édipo Funcional 6
3.2 Complexo de Electra Disfuncional 7
4 FASE GENITAL 8
5 CONCLUSÃO 9
REFERÊNCIA 10


1 FASE ORAL


Assim que nasce, a criança ou qualquer animal busca alimento. No ser humano o ato da busca do seio materno vai além da sobrevivência, tem prazer de índole erótica, sem que istosignifique conteúdo genital. A partir de um ano de idade a criança para suprir o objeto de desejo retirado (seio da mãe) utiliza-se de artifícios para suportar e controlar o desaparecimento momentâneo da mesma. Nisso baseou-se Freud, que verificou em seu neto através de um jogo tal comportamento, percebendo que no jogo (carretel) a criança fazia uma relação mãe-bebê, sendo uma encenação atravésdos objetos ao seu alcance aonde Freud chegou a conclusão que nenhuma criança quer sua mãe longe de si. Esse desejo superior de dominar a mãe e mante-la próxima de si era maior que a do encontro com o seio materno que se dá início no nascimento e termina por volta dos dois anos.
Cuidados com a criança nessa fase:
-Aquisição de brinquedos adequados a idade;-Estimular a criança na parte cultural;
-Não repreender o desejo natural de levar objetos a boca, pois pode levar a hábitos futuros como tabagismo;
-Esquematizam a alimentação de acordo com a necessidade orgânica, para evitar a ansiedade e obesidade;
-Nessa fase a mãe é o espelho da criança, ou seja, não será uma mamadeira, creche ou babá quesubstituirá a presença da figura materna, evitando que futuramente estes individuam se torne violento, ansioso, angustiado, etc...

2 FASE ANAL


Quando a criança chega a idade de dois ou quatro anos ela passa a ter controle dos músculos estriados (esfíncteres) sentindo prazer igualmente erótico, em manter as fezes em seu intestino e depois ao despejá-los para fora de si. A criançausa isso para desafiar seus cuidadores, seja evacuando em um local impróprio ou mantendo o estrume quando sua mãe queria que ele alijasse. Nesta fase surge a idéia de poder e controle. Quando adulto surge a associação de avareza, já que o dinheiro é tido como sujo e que o enriquecimento remete a idéia de poder. Durante este período as crianças gostam de brincar com barro, massa de moldar e vatecom suas próprias fezes, entretanto esta ultima é horroriza os pais que não conhecem a psicossexualidade surgindo então as repressões que geram em regra constipações intestinais. O conhecimento dessa fase pelos cuidadores da criança, pode evitar nefastas repressões e até quem sabe deixar de estimular aquele pequeno ser a se tornar um artista já que as pulsões sexuais ligadas ao toque com substanciasque lembram fezes podem ser sublinhadas, normalmente nas atividades artísticas.
[pic]

3 FASE FÁLICA



Fase em que há uma descoberta da sexualidade, com os órgãos genitais, masculino (pênis) e feminino (clitóris), no período de três a seis anos. Surge o complexo de Édipo onde a criança descobre as diferenças sexuais, inconscientemente a criança sente-se interessada pelosexo oposto identificando o mesmo sexo como rival, passada essa fase a criança vê a figura do mesmo sexo como referencial e identidade sexual, há ocorrências de complexo edipiano que duram para a vida toda, tanto positivos como negativos, como adultos com dificuldades de relacionamento e até mesmo relacionamentos frustrados, pois buscam em suas companheiras o super cuidado materno, por issoevitasse rotular relações pais e filhos como se fossem relacionamentos do tipo namoradinho e assim por diante. Quando declina o complexo de Édipo surge o aparecimento de outros interesses como atividades sociais coligadas a família adaptando-se a realidade e discernimento do certo ou errado.



1 3.1 Complexo de Édipo Funcional


[pic] [pic]





1º Caso:...
tracking img