Atividade de campo: boneco diferente

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3725 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]








MIRIAM DA ROCHA










ATIVIDADE DE CAMPO:
Boneco Diferente

















Canoas
2011




MIRIAM DA ROCHA














ATIVIDADE DE CAMPO:
Boneco Diferente







2011


1 INTRODUÇÃO


O presente trabalho refere-se à atividade prática da Disciplina de Metodologia da educação Infantil 3-5 anos,consiste em realizar uma prática de educação infantil com crianças de 4-5 anos, relatório da prática contendo: plano de aula; análise da prática; entrevista com a professora da turma; análise das informações coletadas e análise sobre as bonecas disponibilizadas para as crianças brincarem, tendo como referência o texto: DORNELLES, Leni Vieira. O brinquedo e a produção do sujeito infantil. Disponívelem:
http://cedic.iec.uminho.pt/Textos_de_Trabalho/textos/obrinquedo.pdf, acessado em 03/12/2010.



















2 DESENVOLVIMENTO


Este trabalho iniciou com a produção de bonecas (os) diferentes pelas próprias alunas da disciplina, atividade realizada em sala de aula.
A etapa seguinte foi contatar com uma escola de educação infantil para realização de umaprática com crianças de 4-5 anos. A escola escolhida foi a escola de Educação Infantil Bolinha de Sabão na cidade de Canoas (RS), rua Santini Longoni 118, bairro Marechal Rondon.


2.1 Entrevista com a professora

Questões para guiar a entrevista semi-estruturada:
1) Formação e tempo de experiência na educação infantil.
2) As diferenças é temática trabalhada com as crianças? Por quê?Em que situações é feito este trabalho? De que forma?
A professora tem a formação de Magistério pelo colégio Bom Conselho de Porto Alegre, concluiu há dez anos. Comentou que o curso era bem puxado, o horário das 13hs 30min às 19hs e havia alguns dias que era turno integral, que iniciaram 45 alunas, se formaram 14 e que estão atuando na área apenas 4. Completou que para atuar na educaçãoinfantil tem que gostar muito. Atualmente está cursando Pedagogia na ULBRA, espera se formar no próximo ano.
A escola não trabalha os temas das diferenças em forma de projeto específico. Afirmou que isto é feito no dia a dia. Relatou situações de diferenças não só como a etnia, como uma menina que além de ter dificuldades com a alimentação, não gosta de se alimentar e evitar vários tiposde alimentos que não como carne, o único suco que toma é de uva, e que isto é trabalhado com todos os colegas que a aceitam como é. Inclusive na sexta feira quando o lanche compartilhado trazido de casa pelas crianças, elas trazem parte do lanche diferenciado para esta colega, e que tomam este cuidado avisando os pais que parte do lanche deve vir diferente para colega. Também relatou do aluno quetem dificuldades de interagir com outras pessoas, nas atividades, mas que agora já conseguem que ele acompanhe de forma melhor a turma.


2.2 Análise da entrevista com a professora

A entrevista foi tranqüila enquanto os questionamentos eram sobre a formação profissional da professora, mas quando surgiu o direcionamento para as diferenças, de que forma era trabalhada na escola aprofessora não ficou tão à vontade, tendo no início dificuldades para responder. Quando valorizei o trabalho feito dia a dia como ela comentara é que conseguiu relatar os casos de crianças que ela julgava serem diferentes na sala e que as crianças respeitavam os colegas e ainda os motivavam para vencerem seus limites.

2.3 Análise sobre as(os) bonecas(os) disponibilizados para as crianças brincaremNão havia bonecas(os) de forma visível na sala, quando perguntei a professora ela disse que as crianças tinham e que ficavam em caixas apontando para prateleiras aéreas altas, junto ao teto da sala. Também questionei dos estereótipos de brinquedos como as bonecas Babies, então a professora mostrou uma caixa de brinquedos confeccionados pelas crianças que foram feitos de sucatas. Entre os...
tracking img