Assembly

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3699 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Assembly


João Manuel

Conteúdo

  1. Introdução
  2. Conceitos Básicos
3. Vantagens
4. Desvantagens 
5. Conclusão
6. Bibliografia




Introdução

1.1 Porque aprender Assembly?

* A primeira razão para se trabalhar com assembly é a oportunidade de conhecer melhor o funcionamento do seu computador, o que permite o desenvolvimento de programas deforma mais consistente.
A segunda razão é que você pode ter um controlo total sobre o computador ao usar assembly.
Uma outra razão é que programas assembly são mais rápidos, menores e mais poderosos do que os criados com outras linguagens.
Ultimamente, o ”montador” permite uma optimização ideal nos programas, seja no seu tamanho ou execução.







1.2 Apresentação

* Este trabalho destina-se a pessoas que nunca tiveram contacto com a Linguagem Assembly. Este está completamente focado em computadores com processadores 80x86 da família Intel, e considerando que a base da linguagem é o funcionamento dos recursos internos do processador, os exemplos descritos não são compatíveis com qualquer outra estrutura. As informações estão ordenadas por unidades que lhe permitamum fácil acesso a cada tópico. Na parte introdutória são mencionados alguns conceitos elementares sobre computadores e a Linguagem Assembly em si.







CONCEITOS BÁSICOS

2.1 Descrição básica de um sistema computacional.
               Sistema Computacional

  2.1.1 Processador Central
* É também conhecido por CPU ou Unidade Central de Processamento, que por sua vezé composta pela unidade de controlo e unidade lógica e aritmética. Sua função consiste na leitura e escrita do conteúdo das células de memória, em regular o trafego de dados entre as células de memória e registadores especiais, descodificar e executar as instruções de um programa. O processador tem uma série de células de memória usadas com frequência e, dessa forma, são partes da CPU. Estascélulas são conhecidas com o nome de registadores. Um processador de um PC possui cerca de 14 registadores. Como os PCs têm sofrido evolução iremos verificar que podemos manipular registadores de 16 ou 32 bits.

A unidade de lógica e aritmética do CPU realiza as operações relacionadas ao cálculo simbólico e numérico. Tipicamente estas unidades são apenas capazes de realizar operações elementares,tais como: adição e subtracção de dois números inteiros, multiplicação e divisão de números inteiros, mover bits de registadores e comparação do conteúdo de dois registadores.

  2.1.2 Memória Principal
* É um grupo de células, agora sendo fabricada com semicondutores, usada para processamentos gerais, tais como a execução de programas e o armazenamento de informações para operações. Cadauma das células pode conter um valor numérico e capaz de ser endereçada, isto é, pode ser identificada de forma singular em relação às outras células pelo uso de um número ou endereço. O nome genérico destas memórias é Random Access Memory ou RAM. A principal desvantagem deste tipo de memória é o facto de que seus circuitos integrados perdem a informação que armazenam quando a energia eléctricafor interrompida, ou seja, ela é volátil. Este foi o

motivo que levou à criação de um outro tipo de memória cuja informação não é perdida quando o sistema é desligado. Estas memórias receberam o nome de Read Only Memory ou ROM.

2.1.3 Unidades de Entrada e Saída
* Para que o computador possa ser útil para nós, é necessário que o processador comunique com o exterior através de interfacesque permitem a entrada e a saída de informação entre ele e a memória. Através do uso destas comunicações é possível introduzir informação de modo a ser processada e mais tarde poder visualizar os dados processados. Algumas das mais comuns unidades de entrada são o teclado e o rato. As mais comuns unidades de saída são a tela do monitor e a impressora.

  2.1.4 Unidades de Memória Auxiliar...
tracking img