Asas de um anjo

Páginas: 94 (23488 palavras) Publicado: 4 de fevereiro de 2013
As Asas de um Anjo
José de Alencar

Personagens
Luís Viana
Ribeiro
Araújo
Pinheiro
Meneses
Antônio
José
Carolina
Margarida
Helena
Vieirinha
Uma menina

A cena é no Rio de Janeiro, e contemporânea.

Prólogo
(Em casa de Antônio. Sala pobre)

Cena Primeira
(Carolina, Margarida e Antônio)

(CAROLINA defronte a um espelho, deitando nos cabelos dois grandes laços de fitaazul. MARGARIDA cosendo junto à janela. ANTÔNIO sentado num mocho, pensativo.)

Carolina — É quase noite!...
Margarida — Que fazes aí, Carolina? Já acabaste a tua obra?... Prometeste dá-la pronta hoje.
Carolina — Já vou, mãezinha; falta apenas tirar o alinhavo. Olhe! Não fico bonita com meus laços de fita azul?
Margarida — Tu és sempre bonita; mas realmente essas fitas nos cabelos dão-te umagraça!... Pereces um daqueles anjinhos de Nossa Senhora da Conceição.
Carolina — É o que disse o Luís, quando as trouxe da loja. Tínhamos ido na véspera à missa e ele viu lá um anjinho que tinha as asas tão azuis, cor do céu! Então lembrou-se de dar-me esses laços... Assentam-me tão bem, não é verdade?
Margarida — Sim; mas não sei para que te foste vestir e pentear a esta hora; já está escuropara chegares à janela.
Carolina — Foi para experimentar o meu vestido novo, mãezinha... Quis ver como hei de ficar quando formos domingo ao Passeio Público...
Margarida — Ora, ainda hoje é terça-feira.
Carolina — Que mal faz!
Margarida — Está bom, vai aprontar a obra; a moça não deve tardar. É verdade!


Cena II


(Margarida e Antônio)


Margarida — Não sei o que tem a nossa filha! Àsvezes anda tão distraída...
Antônio — Quantos são hoje do mês, Margarida?
Margarida — Pois não sabes? Vinte e seis.
Antônio (contando pelos dedos) — Diabo! Ainda faltam quatro dias para acabar! Precisava receber uns cobres que tenho na mão do mestre e só no fim da semana... Que maçada!
Margarida — Não te agonies, homem! O dinheiro que deste ainda não se acabou; e hoje mesmo aquela moça devevir buscar os vestidos que mandou fazer por Carolina.
Antônio — Quanto ela tem de dar?
Margarida — Três vestidos a cinco mil-réis... Faz a conta.
Antônio — Quinze mil-réis, não é?
Margarida — Quinze justos. Já vês que não nos faltará dinheiro; podes dormir descansado que amanhã terás o teu vinho ao almoço.
Antônio — Ora Deus! Quem te fala agora em vinho? Não é para ti, nem para mim, que precisode dinheiro. (MARGARIDA acende a vela com fósforos)
Margarida — Para quem é então, homem?
Antônio — Para Carolina.
Margarida — Ah! Queres fazer-lhe um presente?
Antônio — Tens idéias! Não!... Sim!... (Rindo) É um presente que ela há de estimar.
Margarida — Não; sim... Explica-te, se queres que te entenda.
Antônio — Lá vai. Há muitos dias que ando para te falar nisto; mas gosto de negóciodito e feito. Estive a esperar o fim do mês pela razão que sabes, do dinheiro; e o fim do mês sem chegar. Enfim hoje, já que tocamos no ponto, vou contar-te tudo. ( Chega-se à porta da esquerda.)
Carolina — Margarida está lá dentro; podes falar.
Antônio — Não reparaste ainda numa coisa?
Margarida — Em quê?
Antônio — Nos modos de Luís com a pequena. Como ele a trata.
Margarida — Quer dizer queLuís é um rapaz sisudo e trabalhador.
Antônio — Só?... Mais nada!
Margarida — Não sei que mais se possa ver em uma coisa tão natural.
Antônio — Escuta, Margarida, tu te lembras quando eu era aprendiz de marceneiro, e que te via em casa de teu pai, que Deus tenha em sua glória. Tu te lembras? Também te tratava sério...
Margarida — Então pensas que Luís tem o mesmo motivo?...
Antônio — Penso; eeu cá sei o que penso.
Margarida — Descobriste alguma coisa?
Antônio — Oh! se descobri! um companheiro lá da tipografia muito seu amigo me contou que ele tinha uma paixão forte por uma moça que se chama Carolina.
Margarida — Ah! Anda espalhando!...
Antônio — Não estejas já a acusar o pobre rapaz; ele não disse a ninguém. Um dia no trabalho... Mas tu sabes como é o trabalho dele?
Margarida —...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • asa anjo
  • A asa esquerda do Anjo
  • Resenha técnica a asa esquerda do anjo
  • Asa de anjo ,corpo de homem e rosto de menino
  • asas
  • asas
  • asas
  • asas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!