As consequencias da modernidade

Introdução
O presente trabalho se entrega num exercício académico de compreender e interpretar as grandes abordagens do pensamento filosófico e da necessidade de compreender os matizes da filosofiano contexto do autor. Neste sentido, as páginas que compõem este trabalho procuram mostrar a síntese dos capítulos da obra de Anthony Giddens: As Consequências da Modernidade. Foram estudados eresumidos do primeiro ao último capítulo.
O termo modernidade refere-se a modos de vida e de organização social que emergiram na Europa e que depois adquiriram uma influência mais ou menos universal.Alguns debates em relação a este tema concentram-se principalmente nas transformações institucionais em particular aqueles que sugerem que estamos a deslocar-nos de um sistema baseado no fabrico de bensmateriais centrado na informação.
A pós – modernidade refere-se a um abandono das tentativas de fundamentar a epistemologia, bem como da fé no progresso projectado pela humanidade. A perspectiva pós– moderna reconhece uma pluralidade de pretensões heterogéneas ao conhecimento nas quais a ciência não tem um lugar privilegiado.
É um trabalho de carácter avaliativo, orientado pelo regente da cadeirapara encontrarmos e melhor compreender as consequências da modernidade junto com citados pelo autor. Nesta linha de ideias, vamos compreender até que ponto as consequências da modernidade influenciouna modernidade e nas respostas às tensões e aos conflitos da nossa era.
A idéia de que a história humana é marcada por certas " descontinuidades" e não tem uma forma homogênea de desenvolvimento éobviamente familiar e tem sido enfatizada em muitas versões domarxismo.

A resposta a estas questões constitui um desafio, uma vez que as perspectivas do autor são elas mesmas e que, umainterpretação sumária poderá não clarificar melhor, no entanto, é necessário considerar o seu pensamento filosófico e tratar assim filosoficamente. Assim, as linhas de desenvolvimento envolvem primeiro a...