As consequencias da modernidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 15 (3748 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 18 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
O presente trabalho se entrega num exercício académico de compreender e interpretar as grandes abordagens do pensamento filosófico e da necessidade de compreender os matizes da filosofia no contexto do autor. Neste sentido, as páginas que compõem este trabalho procuram mostrar a síntese dos capítulos da obra de Anthony Giddens: As Consequências da Modernidade. Foram estudados eresumidos do primeiro ao último capítulo.
O termo modernidade refere-se a modos de vida e de organização social que emergiram na Europa e que depois adquiriram uma influência mais ou menos universal. Alguns debates em relação a este tema concentram-se principalmente nas transformações institucionais em particular aqueles que sugerem que estamos a deslocar-nos de um sistema baseado no fabrico de bensmateriais centrado na informação.
A pós – modernidade refere-se a um abandono das tentativas de fundamentar a epistemologia, bem como da fé no progresso projectado pela humanidade. A perspectiva pós – moderna reconhece uma pluralidade de pretensões heterogéneas ao conhecimento nas quais a ciência não tem um lugar privilegiado.
É um trabalho de carácter avaliativo, orientado pelo regente dacadeira para encontrarmos e melhor compreender as consequências da modernidade junto com citados pelo autor. Nesta linha de ideias, vamos compreender até que ponto as consequências da modernidade influenciou na modernidade e nas respostas às tensões e aos conflitos da nossa era.
A idéia de que a história humana é marcada por certas " descontinuidades" e não tem uma forma homogênea de desenvolvimento éobviamente familiar e tem sido enfatizada em muitas versões domarxismo.

A resposta a estas questões constitui um desafio, uma vez que as perspectivas do autor são elas mesmas e que, uma interpretação sumária poderá não clarificar melhor, no entanto, é necessário considerar o seu pensamento filosófico e tratar assim filosoficamente. Assim, as linhas de desenvolvimento envolvem primeiro aapresentação dos pontos de partida que o livro para a entrada aos capítulos, segue-se a apresentação sumária dos capítulos e, finalmente a conclusão e a bibliografia completa da obra.

1. As Descontinuidades da Modernidade
A ideia de que a história é marcada por certas descontinuidades não se é evidentemente familiar. Acentuar a descontinuidade particular, ou conjunto de descontinuidades, associada àépoca moderna. A modernidade fez nascer todos os tipos tradicionais de ordem social, de uma forma sem precedentes. As transformações envolvidas na modernidade são mais profundas do que a maior parte das mudanças características dos períodos anteriores, para estabelecer formas de interligação social à escala do globo.
A influência duradoura do evolucionismo social é uma das razões porque ocarácter descontinuista da modernidade não tem sido muitas vezes valorizado. De acordo com o evolucionismo, a história pode ser contada de uma linha condutora que impõe uma imagem ordenada sobre a confusão dos acontecimentos humanos. A história começa com culturas pequenas e isoladas, avança para o desenvolvimento de comunidades e culminando com a emergência das sociedades modernas.
A história nãopossui a forma cumulativa que lhe atribuída pelas concepções evolucionistas mais influente no pensamento social do que as filosofias teleológicas da história. Desconstruir o evolucionismo social significa aceitar que a história não pode ser vista como uma unidade, ou como certos princípios unificadores de organização e de transformação. Para identificar as descontinuidades que separam as instituiçõessociais modernas das ordens sociais, é o ritmo da mudança que a era da modernidade põe em movimento. As civilizações pré – modernas podem ter mais dinâmicas do que outros sistemas tradicionais, mas a rapidez da mudança, nas condições da modernidade é extrema. A segunda descontinuidade é o alcance da mudança.
A modernidade é um fenómeno com duas faces, o desenvolvimento das instituições sociais...
tracking img