As consequencias da modernidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 37 (9208 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS. CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO. PROGRAMA DE DOUTORADO. DISCIPLINA: OS PERIGOS DA BOMBA INFORMÁTICA. PROFESSOR: AIRES ROVER. RESUMO. OBRA: GIDDENS, Anthony. As conseqüências da modernidade. Tradução de Raul Fiker. São Paulo: Unesp, 1991. REALIZADORA: Carolina Medeiros Bahia. I. INTRODUÇÃO. Na introdução, Giddens destaca querealizará durante a obra uma analise institucional da modernidade com ênfases cultural e epistemológica, afastando-se da maior parte das abordagens normalmente realizadas (p.11). Tenta, de antemão, definir o que seria modernidade, afirmando que: “modernidade referese a estilo, costume de vida ou organização social que emergiram na Europa a partir do século XVII e que ulteriormente se tornaram maisou menos mundiais em sua influencia” (p. 11). Estaríamos, assim, no limiar de uma nova época. Alguns autores destacam a emergência de um novo sistema social, mas a maioria chama a atenção para um estado de coisas que está chegando ao fim. Neste sentido, para Jean-François Lyotard, a pós-modernidade representa “um deslocamento das tentativas de fundamentar a epistemologia, e da fé no progressoplanejado humanamente” (p. 12). Ela seria caracterizada pelo desaparecimento da grande narrativa, através da qual somos inseridos na historia como seres tendo um passado definitivo e um futuro predizível. A sensação de que vivemos diante de um universo de fatos que não podem ser inteiramente compreendidos e que estão fora do nosso controle gera a idéia de que não se pode obter um conhecimentosistemático sobre a organização social (p.12). Para analisar o fenômeno, não basta inventar novos termos, deve-se olhar novamente para a natureza própria da modernidade. Para tanto, Giddens desenvolve suas concepções em torno do que ele chama de uma interpretação descontinuísta do desenvolvimento social moderno, que compreende que as instituições sociais modernas são, em alguns aspectos, diferentes deoutros tipos da ordem tradicional (p.13). AS DESCONTINUIDADES DA MODERNIDADE. Segundo Giddens, os modos de vida produzidos pela modernidade nos afastam de todos os tipos tradicionais da ordem social de uma maneira sem precedentes. As transformações produzidas pela modernidade seriam mais profundas tanto em seu aspecto vertical quanto do ponto de vista horizontal (p. 14). Em virtude da radicalidadedessas transformações, há uma limitação de nosso conhecimento de períodos anteriores para interpretá-las. 1

O caráter descontinuísta da modernidade não tem sido tão enfocado, sobretudo, por influencia do evolucionismo social. Por isso, deve-se deslocar a narrativa evolucionaria ou desconstruir seu enredo tanto para melhor elucidar a modernidade quanto para alterar o enfoque de parte do debatepós-moderno. As descontinuidades que afastam as instituições sociais modernas das tradicionais teriam como características: o O ritmo da mudança o O escopo da mudança – “as ondas de transformação social penetram através de virtualmente toda a superfície da Terra”. o A natureza intrínseca das instituições modernas – algumas não encontram correspondência em períodos históricos precedentes como o sistemapolítico do estado-nação, a dependência por atacado da produção de fontes de energia inanimadas, ou a completa transformação em mercadoria de produtos e trabalho assalariado. SEGURANÇA E PERIGO, CONFIANÇA E RISCO. Giddens entende que a modernidade é um fenômeno de dois gumes. As instituições sociais modernas criaram a oportunidade para os seres humanos de desfrutarem de uma vida segura econfortável e este aspecto de oportunidade sempre foi mais fortemente enfatizado pelos fundadores clássicos da sociológica, como Marx, Durkheim e Max Weber. Contudo, gerou diversos efeitos indesejáveis, como: o O trabalho industrial moderno, para além de submeter os homens a disciplina de um trabalho maçante e repetitivo, apresenta um potencial destrutivo de larga escala em relação ao meio ambiente; o...
tracking img