Artigo monge e o executivo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1242 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FUPAC – FACULDADE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS
______________________________________________________________________







BORGES,D.L
FONSECA,G.L
LINO,C.L
OLIVEIRA,U.LSILVA,B.C.B
SILVA,N.M












O Monge e o Executivo – Administração de Tempo, Recursos Humanos e Materiais na Enfermagem.











ITABIRA

2012









O Monge e o Executivo – Administração de Tempo,Recursos Humanos e Materiais na Enfermagem

INTRODUÇÃO


O Monge eo Executivo de forma clara e ao mesmo tempo empolgante discorrem sobre a vida turbulenta de um líder em conflito com todos e consigo mesmo. Em declínio na vida pessoal e social resolve por influência da esposa e da igreja se retirar em um mosteiro para refletir sobre seus atos e ações que modificaram sua vida de forma constrangedora no decorrer dos anos. Orgulhoso, prepotente e egocêntricomantinha uma liderança onde o poder é centralizado em suas mãos precisando assim refletir sobre seu modo de ser, agir e pensar modificando seus conceitos que a muito estavam distorcidos.

De acordo com Hunter (2004), independente de sua posição ou cargo ocupado todos os lideres tem um denominador comum, a responsabilidade por outras pessoas. A necessidade de rever conceitos e atitudes é primordial paraaprimorar relações, principalmente consigo e com os outros. Descobrir seus erros não é tarefa fácil, muito menos aceitável, mas é fundamental para aprender a aprender, para quebrar paradigmas e gradativamente transformar sua realidade.

Os valores e atitudes descritos no livro consistem em demonstrar ações continuas no desenvolvimento da liderança, utilizando sempre de recursos e estratégia danatureza, disponibilizando tempo para que estas ações se concretizem.

Um dos fatores observado foi à administração do tempo, ferramenta de fundamental importância para o gerenciamento, na qual permiti a organização de metas com o menor dispêndio de energia física e mental, ordenando as ações para a realização da quantidade de atividades no menor prazo para se atingir seus objetivos, saberusá-lo para fazer as coisas que você considera importante e prioritário na vida pessoal e profissional; exemplos no livro é o horário determinado para cada atividade no mosteiro, tempo de dedicação para cada lição, modificação sofrida tanto psicologicamente quanto fisicamente, paciência para se colher resultados como na temática utilizada na metáfora de “Como cultivar um jardim”.

A administração dotempo no cotidiano da enfermagem também é um desafio muito grande para a aplicação da sistematização da assistência de enfermagem – SAE, o tempo no campo pessoal e profissional do enfermeiro precisa ser bem gerenciado, planejando rotineiramente seus serviços e a assistência de enfermagem prestada ao seu cliente, pois, além de possuir diversas atribuições específicas, ainda é responsável portreinar, orientar e supervisionar uma equipe composta por no mínimo, técnicos e auxiliares de enfermagem. Segundo Tappen (1995) citado por Marquise e Huston (2002), “a administração eficaz do tempo requer análise das características do trabalho e dos hábitos de trabalho individuais dos membros da equipe e intervenção onde o uso do tempo não for produtivo”. Por este motivo, o gerenciamento do tempo para oenfermeiro torna-se primordial, pois é comum encontrarmos enfermeiros com acúmulo de tarefas, a falta de tempo para realização suas atividades e a implantação do SAE eficaz.

Quando se discute aspectos que envolvem o processo de trabalho em saúde, torna-se imprescindível abordar temas referentes ao dimensionamento de recursos humanos, a busca dos enfermeiros pela solução de problemas...
tracking img