Arte e publicidade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5195 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Arte e Publicidade: uma parceria nem sempre evidente
Lais Romero Pancote

RESUMO Este artigo pretende elucidar algumas estratégias persuasivas utilizadas na construção de campanhas publicitárias, em um percurso analítico que vai da percepção dos elementos expressivos da mensagem até a interpretação da ação pretendida pelo anunciante. Aborda como a presença, as releituras ou correlações deobras de arte fornecem credibilidade às campanhas e como essa sensação provocada pode desencadear diferentes efeitos de sentido. A análise é composta por dois conjuntos de imagens, o primeiro é composto por figuras que remetem ao quadro de Manet Almoço na Relva, e o segundo é uma publicidade do banco Itaú Personalité que faz referência à obra de Rodin, O Pensador. PALAVRAS-CHAVE: Arte. Publicidade.Consumo.

219

Em Questão, Porto Alegre, v. 16, n. 2, p. 219 - 233, jul./dez. 2010.

1 Introdução
A semiótica, desde seu estabelecimento como ciência, tem se utilizado da publicidade como corpus de análise. A escolha da semiótica para uma investigação implica em afirmar que a superfície impressa é constituída de conjuntos significantes que acabam compondo um sistema. Isso implica em nãolevar em consideração apenas os traços aparentes, mas sim todas as relações que ocorrem sobre o sistema de comunicação representado visualmente (GREIMAS, 2004, p.76). Legitimando o uso da publicidade como objeto de análise para estudos de imagem, Umberto Eco sustenta a teoria de que a imagem pode ser decomposta em unidades e que estas, por sua vez, podem ser analisadas separadamente. Têm-se asunidades que tratam da representação visual e as que versam sobre a argumentação na percepção do destinatário (ECO, 1997, p.162-165). A imagem publicitária, portanto, é tratada neste artigo, como um palimpsesto cujas camadas serão analisadas através de registros verbais e icônicos, fazendo uso dos conceitos de conotação e denotação baseado nos estudos de Umberto Eco. Por isso, de forma resumida,apresentam-se as cinco unidades classificadas pelo autor para melhor compreensão da análise que seguirá adiante: a) nível icônico: situa-se no plano da denotação e inclui todos os elementos gráficos que representam de forma direta o objeto de referência. Como exemplo, Eco (1997, p.162) cita a representação de uma cadeira ou um gato, sem ter a preocupação do porquê dessa representação; b) níveliconográfico: situa-se no plano da conotação decorrente de um aprendizado cultural, podendo de ser dois tipos diferentes, o primeiro é quando a publicidade investe significados convencionados, como por exemplo, notas musicais podem indicar a musicalidade; e o segundo quando ela inclui convenções criadas pela própria publicidade, como o modo em que um determinado modelo
Em Questão, Porto Alegre, v. 16, n. 2,p. 219 - 233, jul./dez. 2010.

se apresenta para a câmera; c) nível topológico: são consideradas as figuras retóricas de discurso, como a hipérbole, a metonímia, a metáfora, entre outras. Como exemplo de metáfora pode-se citar a publicidade “A Amazônia é o pulmão do mundo”, uma comparação implícita; d) nível tópico: é quando existem iconogramas que conotam ou evocam uma premissa como se tratassede uma sigla convencionada. Por exemplo: um ícone denotando um anjo sobre uma criança dormindo pode conotar cuidado, amor, proteção; e) nível entimemático: refere-se às conclusões desencadeadas
220

quando no aparecimento de determinadas imagem no anúncio. Ou seja, uma publicidade com pessoas bem vestidas pode indicar status; com computadores e aviões pode remeter ao luxo, junto de prédiosaltos pode aludir à mensagem de poder. O status, o luxo e o poder indicam um produto diferenciado e, ao adquirir este produto, possibilita ao consumidor dotar-se das mesmas características que o produto possui: status, luxo e poder. Este artigo aborda o uso de obras de arte pela publicidade na criação de campanhas. Está incluso no corpus de análise, primeiramente, um conjunto de imagens que fazem...
tracking img