Arte de willy zumblick

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1495 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Justificativa

O ensino da arte é de extrema importância no desenvolvimento do ser humano. É ele que aguça a imaginação, a percepção, a criação e a sensibilidade das pessoas.
Considerando o ensino da arte como sendo fundamental na disciplina escolar, notamos a importância da arte no desenvolvimento humano, como forma de expressão e acima de tudo, como linguagem. “A arte neste caso não estáisolada do contexto cultural, da história pessoal do aluno, nem das questões econômicas, políticas, ecológicas e dos padrões sociais que operam na sociedade”. (Proposta Curricular de Santa Catarina, 1998, p.198). Por esse motivo nos leva ressaltar a importância da arte no processo de construção de identidade do educando e para tal, vejo a importância de levar até eles a arte brasileira através dasobras de Willy Alfredo Zumblick, pelas cores usadas, pelas formas elaboradas e pelos objetos representados.

Objetivos Específicos

- Conhecer a vida e obra de Zumblick;
- Identificar as formas e linhas presentes nas obras e inter-relacionar com a estética do cotidiano;
- Identificar as cores: primárias, secundárias, terciárias, cores quentes, cores frias e cores neutras, a partir da leiturada imagem em diálogo com diferentes poéticas.

Willy Alfredo Zumblick

“Gosto do verão pela sua luminosidade. Transformo o calor em energia, para dar mais luz aos meus quadros.”
Willy Zumblick

Willy Alfredo Zumblick nasceu em 26 de setembro de 1913. Recebeu primorosa formação educacional, ministrada pelo Colégio São José, de Tubarão, onde não tardou a se destacar como melhor aluno emdesenho e em pintura. Ainda na adolescência, conquistou sua primeira atividade artística sistemática: a de desenhista de cartazes de filmes de cinema, que faziam sucesso na época. A relojoaria de seu pai, o Cine Yolanda, os bailes, os saraus, as serestas, os amigos, afora uma crescente e entusiasta dedicação à pintura, constituíam a essência do dia-a-dia de sua juventude.
Autoditada, sem mestres ouqualquer instrutor, deixa fluir seu impulso criador e talento natural, registrando em telas particularidades da natureza, tipos característicos, paisagens, cenas do cotidiano e tudo aquilo em que pousava sua fértil imaginação. A única contribuição que recebeu foi a do pintor alemão Frederico Guilherme Lobe, da Escola Alemã de Belas Artes, de Porto Alegre. Contratado pelo Padre Geraldo H. Spettmann,para pintar figuras e passagens bíblicas na Igreja Nossa Senhora da Piedade, que viria a ser demolida em março de 1971, Frederico Guilherme Lobe passou quatro anos em Tubarão, tendo Willy como seu auxiliar. Dele, o pintor tubaronense recebeu conselhos e lições, podendo, desta forma aprimorar sua técnica para melhor tirar partido de seu inesgotável dom.
Em 1937, Willy casou-se com Célia Sá, detradicional família da cidade, de quem sempre recebeu importante incentivo para que se dedicasse mais e mais à pintura. O casal teve cinco filhos: Carlos, Roberto, Túlio, Maria Elisa, Raimundo e Marcus Geraldo.
Em 1939, fez sua primeira exposição individual, em Tubarão. O êxito alcançado impôs a Willy um vôo mais alto: levou sua exposição para o Cine Rex, em Florianópolis. A receptividade ao seutrabalho o entusiasmou a realizar outras exposições por diversas cidades catarinenses. Em 1944, deu um salto maior: expôs em Porto Alegre. O sucesso, até então amealhado, impulsionou Willy a uma marcante ousadia: alugar um salão no edifício sede da ABI, no Rio de Janeiro, em junho de 1946, onde, com sessenta telas, realizou sua mais importante exposição, posto que o consagrou definitivamente,escrevendo seu nome no rol dos mais festejados artistas plásticos do país.
Nunca parou de pintar e sempre colecionou títulos, comendas, elogios e, principalmente, amigos. Com temática variada e abrangente, retratou, com maestria e sensibilidade, os mais variados aspectos das tradições, da cultura, da história e dos tipos populares catarinenses. Bandeiras do Divino, Contestado, a epopéia de Giuseppe e...
tracking img