Aprendendo a ensinar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1195 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
PEDAGOGIA

APRENDENDO A ENSINAR

ANÁPOLIS
2008

APRENDENDO A ENSINAR

Trabalho apresentado ao Curso PEDAGOGIA da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina ARTICULAÇÃO DOS EIXOS TEMÁTICOS.
Orientador: Prof. ADRIANO BATISTA DA SILVA.

ANÁPOLIS

2008

CURSO:Pedagogia
UNIDADE: Colégio Exato - Anápolis
TURMA: Modulo I - noturno
TUTOR DE SALA: Maria Helena Macedo de Mendonça Gomes
TUTOR ELETRÔNICO: Adriano Batista da Silva

RESUMO

O interesse de Freire é fornecer saberes necessária a prática educativa de professores formados ou em formação. Lembrando sempre o primeiro saber: ensinar não étransmitir conhecimentos, nem tampouco amoldar o educando num corpo indeciso e acomodado, mas criar as possibilidades para a sua produção ou construção. Quem ensina aprende e quem aprende ensina ao aprender. Nas condições de verdadeira aprendizagem os educandos e educadores vão se transformando em reais sujeitos da construção e reconstrução do saber ensinado. A escola e os professores precisamrespeitar os saberes dos educandos, trabalhar seu conhecimento empírico, sua experiência anterior. Aconselha-se a discussão sobre os problemas sociais que as comunidades carentes enfrentam e a desigualdade que as cercam. É importante que se preserve de alguma forma, o velho, as formas tradicionais de educação. É condenada qualquer forma de discriminação, racial, política, religiosa, de classesocial, pois a discriminação nega radicalmente a democracia e fere a dignidade do ser humano. Qualquer discriminação é imoral e lutar contra ela é um dever. Quanto ao reconhecimento da identidade cultural, o respeito é absolutamente fundamental na prática educativa progressista. Ensinar exige bom senso, uma vez que, deve-se observar o quão coerente coeso os educadores estão sendo ao cobrar os conteúdosdas suas disciplinas. O exercício ou a educação ao bom senso vai superando o que há nele de instintivo na avaliação que fazemos. A luta dos professores pela dignidade de sua função, não só é democraticamente importante, bem como pode ser interpretada como uma pratica ética. Quanto as comunidades carentes, a mudança é difícil, mas é possível. Baseando-se neste saber fundamental, é que a açãopolítico – pedagógica será programada, com alegria e esperança, respeito e conscientização. Desta forma, a educação se faz presente como forma de intervir no mundo. O ato de educar exige segurança, competência profissional, comprometimento e generosidade. Está convicta de que a disciplina verdadeira não existe na estagnação, mas no alvoroço dos inquietos, na duvida que os instiguem e na esperança que osdesperta.

APRENDENDO A ENSINAR

INTRODUÇÃO

A prática educativa é um constante exercício em favor da construção e do desenvolvimento da autonomia de professores e alunos, transmitindo saberes, dando significados, construindo e redescobrindo os mesmos, pois fomos criados para aprender eensinar, intervir e conhecer. Mesmo com todos os empecilhos para se educar, ainda existem muitos professores cumprindo com excelência o seu papel, com vocação, tendo afetividade, gostando do que fazem, com compromisso, competência e, primordialmente acreditando, que mesmo não podendo transformar o mundo inteiro, a prática educativa crítica e construtiva, poderá germinar, desde que plantada emnossos corações verdadeiramente, conquistando com amor e carinho a liberdade para ajudar a formar cidadãos críticos e reflexivos.

Temos a necessidade de fazer uma reflexão crítica sobre a pratica educativa, a qual a teoria pode se tornar apenas discurso e a pratica uma reprodução alienada, sem questionamentos como era nos tempos passados uma educação imposta, vimos em cultura e sociedade...
tracking img