Apostila de baixo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 31 (7680 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CONTRA - BAIXO






































Teoria e Prática


Contrabaixo

Teoria e Prática





Índice




1. O Contra Baixo 3

1.1. A origem do nome contrabaixo 3

1.2. Partes do Contra Baixo 4

1.3. Afinando seu Contra-Baixo 5

2. Teoria Musical 6

2.1. O braço do contrabaixo e as notas musicais 7

2.2.Escalas Musicais 9

2.3. Escalas - Alguns desenhos básicos no Braço do Baixo 13

2.4. Questões Técnicas da Aprendizagem 16

2.5. Exércicios Técnicos 18

3. Técnicas 24

3.1. As principais técnicas do Contra-Baixo 24

3.2. A Condução e a Execução 25

3.3. Técnica do SLAP 25






















O Contra Baixo





É importante que setenha em mente que o contrabaixo é um instrumento de acompanhamento, sua principal característica e que não deve nunca ser esquecida. Deve-se sempre estar imbuído desse “sentimento de acompanhamento” para que o contrabaixo exerça sua função, que é intermediária entre o ritmo e a harmonia, sendo então um instrumento com uma função de equilíbrio dentro da música.


A função do contrabaixo“solista” é uma decorrência do tipo de música que se toque, mas para que se atinja a condição de solista, é preciso conhecer a base do instrumento, conhecer sua técnica, para que depois se desenvolvam outras aptidões.Considero que a base do estudo são a técnica e a leitura, pontos fundamentais por onde se adquirirá uma base sólida para posteriormente, naturalmente, se desenvolverem aptidões maiores e,principalmente, um estilo próprio de tocar.


Existe também um dado que considero importante é a parte psicológica do contrabaixo e do contra baixista.Existe uma transferência de funções entre o contrabaixo e o contra baixista e vice-versa.Sendo o contrabaixo um instrumento de equilíbrio dentro da música, esta é uma qualidade que se transfere para o contrabaixista.


O contrabaixistahá que ser uma pessoa equilibrada, assim ele transferirá para sua música esse traço do seu caráter. Da mesma forma, uma pessoa desequilibrada emocionalmente assim tocará um estilo pessoal agradável e seguro.Normalmente, a própria função de equilíbrio desempenhada pelo contrabaixo na música, se transferirá para o contrabaixista, tornando-o mais seguro e equilibrado, e daí para diante se formará umcírculo vicioso em que o instrumento ajuda o músico, o músico se torna mais seguro, tornando sua música mais equilibrada, e assim por diante.


A segurança se adquire primeiro através da educação de sua própria personalidade, depois através do estudo e da prática musical, tocando todo e qualquer tipo de música com o mesmo amor e interesse. Tudo é válido e necessário para o aperfeiçoamentopróprio.Outra condição importante para o músico é o lado profissional. É muito importante procurar ser um bom profissional em todos os momentos de sua carreira. Sempre que estiver tocando, dê o máximo e o melhor de si, que só benefícios receberá em troca.



1 A origem do nome contrabaixo



A origem do nome contrabaixo vem da classificação do instrumento em sua família.Geralmente a palavra contra e acrescentada ao nome do instrumento quando esse é o mais grave entre os membros de sua família. O contrabaixo é o instrumento mais grave da família do violino: violino, viola, violoncelo e contrabaixo.


O contrabaixo elétrico foi unia das modernizações tecnológicas, sonoras e de linguagem musical nos meados do século XX. Depois da criação da guitarra elétrica e doamplificador na década de 40 os músicos sentiram necessidade de um instrumento que pudesse ser facilmente amplificado e que além de possibilitar um transporte mais cômodo, permitisse um aperfeiçoamento da linguagem e sonoridade, pois o contrabaixo acústico era difícil de ser amplificado com os equipamentos da época e seu tamanho dificultava o transporte e a modernização da linguagem c sonoridade...
tracking img