Aportes teoricos anos iniciais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3446 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL
Curso de Pedagogia-EAD

[pic]

REGISTRO DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO I

SIMONE APARECIDA FLORIANO VELHO

NOVO HAMBURGO,
2010.
Universidade Luterana do Brasil

Nome do (a) aluno (a): Simone Aparecida Floriano Velho

Instituição de Ensino/Local do Estágio: EMEI Remitto Renê Haack

Município:Três Coroas - RS

Nível: Educação Infantil

Ano: 2010

Turma de Estágio: Maternal II

Faixa Etária: alunos de três a quatro anos

APORTES TEÓRICOS

A elaboração de conceitos pela criança irá depender da diversidade, não só quantitativa, mas, especialmente, qualitativa, das experiências que vivenciará no espaço institucional no qual se encontra.Ao possibilitar a ação intencional de afetividade, a construção de representações mentais, cognição, a manipulação de objetos e o desenho de ações sensório-motoras física e as trocas de interações sociais, o jogo contempla várias formas de representação da criança ou suas múltiplas inteligências, contribuindo para aprender e desenvolver. Quando as situações lúdicas são intencionalmente criadas peloadulto com vistas a estimular certos tipos de aprendizagem, surge a dimensão educativa. Na pesquisa de Agostinho (2003) observa-se:

[...] “as crianças durante as brincadeiras davam outros sentidos e significados aos objetos, interagindo com eles de outro jeito, fugindo ao convencionalmente colocado, mas em outras ocasiões ou num momento seguinte utilizavam um objeto deforma real, demonstrando que a criança não se comporta de forma puramente simbólica no brinquedo. Assim quando brincam, as crianças repetem e também inovam as ações esperadas pelos adultos. Nessa sua inovação, nesse seu outro jeito de se apropriar dos objetos, por vezes, confrontam-se com a lógica adulta”. (AGOSTINHO, 2003:80)

Infância como objeto de preocupação á criança, seus processosde constituição como seres humanos em diferentes contextos sociais, suas culturas, capacidades intelectuais, criativas, estéticas, criativas, expressivas e emocionais. Na definição de Japiassu (2003) o Referencial Curricular em análise apresenta uma proposta para a educação infantil a partir de uma abordagem pedagógica construtivista, fundamentada nos atuais saberes da psicologia dodesenvolvimento. Portanto, o documento evidencia que, no processo de “construção do conhecimento”, as crianças se utilizam de diferentes linguagens.

O referencial curricular do Governo propõe, explicitamente, uma base triangular para o desenvolvimento das ações pedagógicas: (1) Cuidar, (2) Brincar e (3) Aprender. Observa-se ali, nitidamente, uma ênfase na importância do faz-de-conta(jogo dramático infantil) como meio através do qual os professores podem acompanhar o processo de desenvolvimento das crianças, de como elas usam diversificadas linguagens e mobilizam suas capacidades e recursos afetivos (JAPIASSU, 2003, p. 3).

Atividades que podem ser feitas, que contribuem muito para o desenvolvimento cognitivo da criança, trabalhando sua motricidade fina e ampla, sualudicidade e também suas noções de lateralidade e coordenação motora.Pois é brincando para o desenvolvimento da individualidade e expressividade.Conforme o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (1998, p. 27, v. 1) “Brincadeira é uma linguagem infantil que mantém um vínculo essencial com aquilo que é o não brincar”.

Assim como atividades simples que envolvam o contextolúdico e de dramatização que se refiram à iniciativa para pedir ajuda nas situações em que isso se fizer necessário, escolha de brinquedos e objetos para brincar, bem como, o devido respeito e cuidado com a manipulação, respeito às regras simples de convívio social, brincadeiras onde meninos e meninas possam participar sem discriminação de sexo, a participação em atividades cotidianas de...
tracking img