Apontamentos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8594 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Aberta
GEOGRAFIA FÍSICA E AMBIENTE
ANO 2010/2011

DEFINIÇÕES GERAIS:

Climatologia – estudo dos climas em função da sua influência na vida animal.
Geomorfologia – estudo das formas de relevo que a superfície terrestre apresenta.
Biogeografia – estuda a distribuição dos seres vivos na terra e as causas que a
determinam.
Hidrogeografia – estuda os recursos hídricos, elementosnaturais da superfície terrestre.
Paleoclimatologia – estudo da mudança do clima ao longo do tempo presente ou
passado.

PARTE I
A GEOGRAFIA NO QUADRO AMBIENTAL
TÓPICO 1
CLIMATOLOGIA
(estudo dos climas em função da sua influência na vida animal.)

TIPOS DE CLIMAS:
-Climas Árticos (gelos)
-Climas Temperados (Mediterrâneo)
-Climas Equatoriais (Equador)
-Climas Áridos (Deserto)-Climas de Montanha (Montanhas)
-Climas Urbanos (Cidades)
A temperatura e a precipitação constituem dois elementos essenciais na
caracterização dos climas.
A Pressão Atmosférica, o Vento e a Insolação são exemplos de outros elementos
climáticos.
ALDA /ANO 2010/2011

1

Anemómetros – medem a velocidade dos ventos.
Os termómetros registam a temperatura em graus Celsius.
Udómetro ouPluviómetro – aparelho que serve para medir a quantidade de chuva que
cai num determinado sítio durante um certo tempo.
Os Udómetros ou Pluviómetros medem a quantidade de precipitação caída em
milímetros.

A Humidade, a Nebulosidade e o Nevoeiro são elementos climáticos relacionados
com o teor de vapor de água existente na atmosfera.
o Humidade – define-se visualmente pela quantidade de céu coberto:2/8 (pouco
nublado), 8/8 (muito nublado);
o Nebulosidade – mede-se em função da distância que a visão consegue alcançar.
Insolação – número de horas durante um certo período determinado em que ocorre
radiação solar direta sem sofrer reflexão ou absorção.
O Heliógrafo regista a insolação em papel fotográfico (se a radiação for difusa usa-se o
solarígrafo).

É na camada gasosa da terra que segeram os movimentos causadores do clima à
superfície . No entanto essas massas de ar sofrem variações consoante a altitude,
latitude, norte ou sul, ou seja, em função dos fatores geográficos. Desta forma, o clima
varia consoante as zonas geográficas.
As faixas de pressão são constituídas por células anticiclónicas (o ar circula de
acordo com os ponteiros do relógio) e células ciclónicas (oar circula ao contrário dos
ponteiros do relógio).
Nas faixas de pressão o ar circula:
- de Norte para Sul no Hemisfério Norte
- de Sul para Norte no Hemisfério Sul

As células anticiclónicas irradiam ar para as células ciclónicas . Se esse ar circular
sobre o Oceano enriquece-se em vapor de água e estamos perante uma massa de ar
marítimo. Se circular sobre o continente estamos perante umamassa de ar seco.
Mas uma massa de ar marítimo pode atravessar o continente e então estamos perante
uma massa de ar continentalizada.

ALDA /ANO 2010/2011

2

A ação do homem sobre o clima é notória sobretudo nos ambientes urbanos dada a
intensa circulação automóvel, cinturas industriais e afins. Normalmente nas cidades a
temperatura, precipitação e nebulosidade são mais elevados, hámais nevoeiros, menor
velocidade do vento e menor número de horas de sol.
O exemplo mais flagrante ocorreu na cidade de Londres até ao último quartel do séc XX
era bem conhecido o nevoeiro que envolvia Londres. Este sobressaía pela sua
intensidade em comparação com a região que circundava a cidade onde as condições
climáticas eram idênticas. Acabou por se concluir que o nevoeiro acontecia emresultado da combustão do carvão das lareiras de aquecimento doméstico. O uso destas
lareiras foi proibido e de imediato a frequência dos nevoeiros baixou muito.
Portanto o estudo da climatologia deve desenrolar-se em diversas escalas. A dinâmica
atmosférica é objeto de estudo da meteorologia.
Os estudos climáticos também avaliam a potencialidade das diversas regiões de
poderem usar as...
tracking img