Angola

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3229 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇAO

Cabinda é uma das 18 províncias da República de Angola, sendo um enclave limitado ao norte pela República do Congo, a leste e ao sul pela República Democrática do Congo e a oeste pelo Oceano Atlântico.
A capital da província de Cabinda é a cidade de Cabinda, conhecida também com o nome de Tchiowa. Tem uma superfície de 7 283 km² e cerca de 300 000 habitantes.
A população deCabinda pertence na sua quase totalidade aos povos bantu, mais concretamente ao grupo Fiote, cuja língua, o Ibinda, é um dos dialectos do Kikongo.
Administrativamente, a província é constituída pelos municípios de Cabinda, Cacongo, Buco-Zau e Belize.


















Génese do enclave
Exploradores, missionários e comerciantes portugueses chegaram à foz do Rio Congona metade do século XV, fazendo contacto com o Manicongo (nome pelo qual era chamado o mandatário do poderoso Reino do Kongo). O Manicongo controlava grande parte da região através da afiliação com reinos minoritários, tais como os do Ngoyo, Luango e Kakongo, todos eles situados na actual Cabinda.
Com o passar dos anos, colonos portugueses, holandeses e ingleses estabeleceram postos de comércio,fábricas de extracção de madeira e de óleo de palma em Cabinda. O comércio continuou e a presença europeia cresceu, resultando em conflitos entre as potências coloniais rivais.
No quadro da "corrida europeia para África", Portugal concluiu em Fevereiro de 1885, com os chefes destes reinos, o Tratado de Simulambuco, tratado que daria a Cabinda status de protectorado da Coroa Portuguesa "sobpermissão dos príncipes e governantes de Cabinda" reservando dessa forma os direitos de governação do território.
Por ocasião da Conferência de Berlim, realizada no mesmo ano, quando simultaneamente nasceram o Congo Belga (ex-Zaire e actual República Democrática do Congo) e o Congo Francês (ex-Congo Brazzaville e actual República do Congo), a atribuição de Cabinda a Portugal foi internacionalmenteconfirmada, adoptando-se a designação Congo português.
No entanto, como a Bélgica reivindicou uma saída para o Atlântico para o Congo Belga, agora constituído como tal, foi-lhe concedido um "corredor" constituído pelos territórios adjacentes ao Rio Congo. Desta maneira foi cortada a ligação por terra, anteriormente existente, entre Cabinda e o restante Reino do Kongo.
Completada, até meados dosanos 1920, a ocupação efectiva do território que constitui a actual Angola, Portugal deu por findo o estatuto de protectorado separado, passando a considerar Cabinda como parte integrante (com o estatuto de distrito da então Colónia (mais tarde chamada Província Ultramarina) de Angola.
Período colonial e descolonização (anos 1920 a 1975)
No quadro do sistema colonial estabelecido em Angola, Cabindateve alguma importância económica que levou a um significativo desenvolvimento da cidade de Cabinda que chegou a ser dotada de um porto e de um aeroporto.
A Igreja Católica, pilar do sistema, estabeleceu em Cabinda uma diocese e promoveu a cristianização, já iniciada no século XIX, da quase totalidade da população. Esta foi de par com uma expansão, pela Igreja Católica e pelo Estado colonial, daeducação escolar, para além da verificada noutros distritos.
A situação mudou dramaticamente quando, em 1967, foram descobertos importantes jazidos de petróleo ao largo da costa de Cabinda, o que levou Portugal a promover de imediato a sua exploração.
Porém, ao mesmo tempo a luta anticolonial tomou corpo também em Cabinda. No fim dos anos 1950/inícios dos anos 1960 constituíram-se no territóriovários grupos que se insurgiam contra a dominação colonial; neste meio havia desde o início a ideia de uma independência de Cabinda separada de Angola. Em 1962, estes grupos uniram-se, formando em Brazzaville a Frente para a Libertação do Enclave de Cabinda (FLEC). A designação inicial da FLEC foi "Front pour la Libération de l'Enclave de Cabinda". Este movimento teve desde o início o propósito...
tracking img