Analise do livro porca miseria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1185 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Porca Miséria

O livro Porca Miséria, relata a vinda dos imigrantes italianos para o Brasil, por volta do século XIX. Narra casos dos que vieram e também dos que aqui nasceram. São fatos interessantíssimos, pois enriquecem e muito nossa cultura. Alguns destes, a principio, têm o caráter cômico, mas se analisarmos profundamente veremos, que suas vidas nesse novo continente não foi nada fácil,cheio de dificuldades, necessidades e até preconceito. Apesar das dificuldades e falta de meios, é incrível, a capacidade que eles tiveram de se adaptar à nova terra, e de desenvolver regiões com sua própria engenhosidade, característica que se mantêm presente até nos dias de hoje. A maioria dos imigrantes que aqui chegavam, eram colonos, que nada ou pouco tinham, e vinham para cá, com a esperançade, ter seu pedaço de terra e começar uma nova vida, talvez com melhor sorte. Sabiam que aqui existiam terras sem fins, totalmente desocupadas, inteiramente virgens onde se colheria tudo o que se plantasse, em qualquer estação do ano e onde ouro e diamantes ainda podiam ser vistos faiscando no leito dos ribeirões. (José Warmuth Teixeira, 2005, p19) Porém não era o que acontecia como nos contaalguns destes relatos.

A história de um grande amor

Este conto narra à história de Clementina Perdonà e Carlo Zanella. Clementina morava em Belfiori, em uma velha casa degradada pelo tempo, com seus quatro irmãos, Enzo, Giusepina, Pietro e Contanza. Trabalhava em um arrozal, onde seu pai era capataz. Estavam de viagem marcada para a América, quando conheceu Carlo. Este ficou fascinado com tamanhabeleza, e logo a pediu em namoro, mas como Clementina estava de viagem marcada, alegou que não podia enamorar-se, pois viria para América, e seu pai não admitiria que nenhum de seus filhos ficasse. Carlo não se deu por vencido, e foi logo tratar de impressionar o pai de Clementina. Conseguiu emprego no arrozal, a fim de ficar mais próximo de Clementina e conquistar a confiança do futuro sogro.Algum tempo depois, tentou convencer os pais a se mudarem também para a América, mas como estes já tinham certa idade, e ficaram temerosos de tentar a sorte em outras em outras terras, Carlo não viu alternativa, a não ser noivar com Clementina para poder viajar com a amada. E assim fez, pediu a mão de Clementina em casamento e reuniu economias o suficiente para a grande viagem. Após trinta e seisenfadonhos dias de viagem chegaram ao Rio de Janeiro. Então foram mais cinco dias a vapor até Florianópolis, de barco a vela até Laguna, de Laguna até a foz de Tubarão de canoa, depois foram transferidos com todos os seus pertences para uma balsa que para curiosidade geral era puxada rio acima por meio de cordas, por homens a pé nas duas margens do rio.
“Chegados a Morrinhos, onde orio deixava de ser navegável, foram caminhando até a vila da Piedade, hoje Tubarão, onde pernoitaram num acampamento para tropeiros. Ali estavam armazenados dois sacos de farinha de mandioca, coisa que não se conhecia na Europa.”

Muito impressionada Clementina exclamou: “Guarda Carlo, due Sacchi di formaggio grata” (veja Carlo, dois sacos de queijo ralado). E Carlo provando um pouco, falou:“Que insípido, eles não sabem fazer queijo...” No dia seguinte, seguiram de mula até seu destino em Azambuja, no sul de Santa Catarina. Ali encontraram muitas dificuldades, pois não havia nada, nem casas, igrejas, ao contrário, estavam em plena mata fechada, habitada apenas por animais selvagens e índios ditos canibais Casaram-se com as mesmas roupas da viagem, em um barracão, tendo comocelebrante um padre itinerante. Não era bem assim que Clementina havia sonhado seu casamento, mas sabia que de agora em diante, iria desfrutar do amor daquele homem que havia percorrido meio mundo, só para estar em sua companhia. Como não havia materiais de construção, tiveram que construir com o que a natureza oferecia. Logo estavam instalados em sua palhoça de um cômodo apenas, em um canto uma...
tracking img