Amida

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1353 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

Ritos de iniciação marcava passagem da fase de infância para estado adulto, são marcados por acções educativas a ter lugar por volta de 14 anos.
Ritos de iniciação compreende os fundamentos da vida social, os valores culturais costumes e tradições educação tradicional da ao jovem conjunto de conhecimentos utilitários muito diversos que lhe permite enfrentar, com eficácia e semfrustrações as dificuldades da vida futura.
O adolescente que passa pela iniciação tem a sua vida e da sociedade ama ideia clara ecorrente, sob o que os outros esperam e o que é que deles pode esperar.
A educação tradicional não existe, actualmente no país, mas continua presente na nossa sociedade. Nas zonas rurais a sua presença é notória, os valores tradicionais são defendidos pela família. Valor esteque o africano de hoje tende a perder completamente.
Na sociedade tradicional, a educação dos jovens visava a sua integração de forma a preservar essa mesma sociedade, mantendo as suas características. E os jovens deveriam manter os hábitos e tradição da sociedade.
Objectivos dos ritos de iniciação
* Preparar a rapariga para o futuro casamento e integra-la na comunidade dos adultos. Ensinavamsobre o respeito a ter pelos mais velhos, especialmente pelos sogros.
* A submissão do marido,
* O comportamento a ter para com o marido desde a forma de satisfazer o marido ate as manifestações de respeito por ele.
* Ela aprendia também as regras higiénicas a ter durante os períodos menstruais e após o acto sexual.
Estas aprendizagens são diferentes, varia de região para região. Cada povotem uma maneira de praticar os ritos de iniciação, neste trabalho irei abordar concretamente os ritos de iniciação da etnia Sena falarei como as senas tem feito estas praticas.

Ritos de iniciação na etnia Sena
Segundo Maria Bande, de 55 anos de idade, moradora do 13˚ bairro alto da manga, stofo, beira, as raparigas quando atingem por volta dos 7 anos são submetidas a ritos quentes. Nesta alturaas mães são encarregadas de arranjar uma madrinha ̏phungo˝ para lhe dar conselhos necessários para satisfazer os diversos caprichos do marido e vai lhe ensinar os cuidados a ter com a menstruação.
A madrinha explica como puxar os pequenos lábios (matinge) que se deve processar de manha e de tarde (duas vezes ao dia), praticamente a madrinha é que lhe puxava durante uma semana depôs ela procediasozinha. Na cerimónia de kuphata nfuta usam alguns medicamentos que facilitam na elasticidade, como por exemplo: rícino (nfuta) preparado com minhocas, asas de morcego, barbas de peru, seiva de frutos e da árvore matomole. Existem cigarros mais não se aconselha o seu uso pós é difícil controlar o tamanho e sai agua.
Depois de queimada a nfuta é colocada no ngazi (carapaça de caracol) ou no frasco deplástico.
Após a primeira menstruação realiza-se a cerimónia de massesseto, nela a madrinha ``phungo`` ensina a rapariga os vários preconceitos da tradição educacional. Esta aprendizagem tinha duração de dois a três dias. A rapariga permanecia dentro de casa ate a fase de menstruação terminar. Antes de terminar a menstruação os adultos quando comem não terminam comida para a rapariga iniciadaterminar a comida; isso para poder terminar a menstruação. E os pais tem de manter relações sexuais para poder acolher a filha dentro de casa, se não acontecer pode se dar da menstruação não voltar depois do primeiro mês.
Quando a rapariga termina a menstruação entrega madrinha os pensos (ndanda) que usou durante a menstruação, e a madrinha leva ao lugar onde ela tomava banho na fase menstrual equeima os pensos leva as cinzas faz dois traços por baixo ventre e outra na parte superior do tronco, colocava também um pouco na boca da rapariga.
Esta cerimonia não bem-feita a rapariga pode perder a fertilidade. Após isso ensinavam-lhes os cuidados a ter na higiene menstrual, as normas de conduta na vida social e sexual e mensalmente era feito verificação a fim de se saber se a ela continuava...
tracking img