Alzeheimer

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2248 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE FORTALEZA- UNIFOR
CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS
CURSO DE PSICOLOGIA
DISCIPLINA DE NEUROCIÊNCIAS E PSICOLOGIA
PROFESSOR: José Nilson R. de Menezes

A DOENÇA DE ALZHEIMER E O OLHAR DA PSICOLOGIA

Alísia Cristina Melo De Freitas
Josefa Sousa De OliveiraLívia Góes Oliveira
Luciana Ferreira De Souza Freitas
Maria de Fátima Martins Pinho
Paula Autran Nunes
Ronaldo João Scherma Zuntini

NOVEMBRO / 2011
Sumário

RESUMO 
I - INTRODUÇÃO

II - DESENVOLVIMENTO
 
1. Dinâmica da doença de Alzheimer

1.1. O que é Alzheimer:
De acordo com Mooney (2010), a doença de Alzheimer é um tipo de demência cerebral progressiva e irreversível para qual não existe nenhuma causa determinada, nenhum tratamento definitivo e, até agora, nenhuma cura previsível. Para o autor existem vários tipos de demência, mas oprincipal tipo é o da doença de Alzheimer que é caracterizada por um declínio das funções cerebrais de forma grave que afeta de modo geral a vida do indivíduo, como as atividades individuais do cotidiano, a carreira profissional, os relacionamentos sociais. Incluindo também mudanças de personalidade, perda de memória e do bom senso, dificuldade com pensamento abstrato e orientação.
A doença de Alzheimerpode ocorrer antes dos 65 anos que é chamada de demência pré-senil e, manifestar-se também após essa idade que é considerada demência senil. Há um grau de incerteza em relação ao curso de desenvolvimento da doença, com uma variabilidade em relação a cada pessoa.
O diagnóstico da doença é difícil e é alcançado por técnica de eliminação e exclusão. Identifica-se a doença sendo feito umdiagnóstico diferencial que permite excluir outras doenças que trazem sintomas idênticos. Por vezes torna-se difícil diferenciar a doença de Alzheimer numa fase inicial, de uma perturbação cognitiva não demencial, como é o caso de uma síndrome depressiva, que apresenta também problemas de memória dos fatos recentes, dificuldade de concentração e atenção, desinteresse, apatia e pouca iniciativa.
Para que odiagnóstico da doença de Alzheimer seja feito corretamente, para além do diagnóstico diferencial, devem também ser avaliadas as várias perturbações cognitivas e não cognitivas inerentes à doença e se realizar avaliações das perturbações da Memória, da linguagem, da Capacidade de Abstração e das Perturbações não Cognitivas. A extensão pela qual a doença de Alzheimer é uma doença hereditária aindanão foi totalmente elucidada. A doença parece ser transmitida de forma autossômica dominante. 
Sabe-se que a doença avança de forma singular em cada sujeito, variando ritmo e sintomas, porém, algumas características são clássicas em relação ao comportamento e a personalidade em cada estágio da doença de Alzheimer. E para que haja um direcionamento do tratamento é necessário que se entenda os sinaisde cada fase.

1.2. Sintomas:
No primeiro estágio:
O primeiro estágio da doença de Alzheimer pode ter uma duração de dois a quatro anos:
Os sintomas iniciais incluem algumas ou todas as mudanças seguintes:
* Perda de memória. Acontecimentos recentes são esquecidos.
* A capacidade de concentrar-se, aprender novas coisas e processar novas informações é progressivamente perdida.
*Confusão e desorientação, sendo mais freqüente a confusão com tempo e espaço.
* Distúrbios da fala e de linguagem. Incapacidade progressiva para nomear objetos ou terminar sentença.
* Julgamento enfraquecido. Há falta de discernimento e crescente incapacidade de discriminar, entender e seguir direções.
* Dificuldade para completar tarefas bem conhecidas. Torna-se cada vez mais...
tracking img